F1: Pai de Pérez lidera projeto pela realização de GP em Cancún para 2024

Proposta seria de um segundo GP em terras mexicanas, mantendo a realização da etapa no Autódromo Hermanos Rodríguez

F1: Pai de Pérez lidera projeto pela realização de GP em Cancún para 2024

Se depender de António Pérez Garibay, pai do piloto da Red Bull Sergio Pérez, a Fórmula 1 pode ganhar uma segunda corrida em terras mexicanas no próximo ano. O projeto, que possui apoio de nomes importantes da política do país, prevê a realização de um GP em Cancún a partir de 2024.

Segundo publicado nesta semana pelo jornal mexicano Reforma, a proposta não implicaria na exclusão do GP da Cidade do México, etapa realizada atualmente no Autódromo Hermanos Rodríguez, que tem contrato com a F1 até 2022, pelo menos.

Leia também:

António Pérez esteve em Budapeste no último final de semana, acompanhando o filho no GP da Hungria, e publicou em suas redes sociais que já conversou com os chefes da F1 sobre a possível realização da etapa em Cancún. "Boas notícias para México, Cancún 2024", escreveu o pai de Checo no Instagram.

 

Ao Reforma, António Pérez falou mais sobre o projeto do GP e fez uma projeção sobre o futuro do filho na categoria.

"É um projeto novo, e estaríamos começando do zero. Estamos apenas começando a produzir as cartas de compromisso, mas fomos muito bem recebidos por Jean Todt [presidente da FIA] e Stefano Domenicali [CEO da F1]".

"Vamos iniciar o desenvolvimento disso, e eles [Todt e Domenicali] disseram que talvez para 2024, quando Checo for campeão mundial".

Segundo o jornal mexicano, uma das forças do projeto de António Pérez é a sua proximidade com nomes importantes da política local, incluindo o presidente Andrés Manuel López Obrador e o governador do estado de Quintana Roo, onde fica Cancún.

Para Pérez, "é importante reativar a economia, e projetos grandes, internacionais como esse são necessários para o México".

Desde que assumiu a F1 em 2017, um dos pontos do projeto de expansão da categoria previsto pela Liberty Media é aumentar a presença do esporte em alguns dos principais polos turísticos do planeta, como foi o caso da negociação no ano passado para transferir o GP do Brasil de São Paulo para o Rio de Janeiro.

O apelo turístico e econômico de Cancún, aliado a adições recentes ao calendário, como Miami e Jeddah, e o momento de Sergio Pérez na F1, ocupando um carro de ponta, podem ajudar a tornar esse projeto realidade.

F1 2021: DO CÉU AO INFERNO: Como Verstappen PERDEU TUDO o que construiu EM DUAS CORRIDAS

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast – A primeira metade do campeonato da F1 foi a mais incrível dos últimos anos?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1- Wolff: Batida de Bottas não influenciará na escolha de pilotos de 2022

Artigo anterior

F1- Wolff: Batida de Bottas não influenciará na escolha de pilotos de 2022

Próximo artigo

F1: Saiba como George Russell escapou de punição após relargada na Hungria

F1: Saiba como George Russell escapou de punição após relargada na Hungria
Carregar comentários