F1 - Pérez: Contrato de um ano não aumenta pressão sobre mim

Mas mexicano admite que precisa focar em melhorar seu rendimento nas classificações

F1 - Pérez: Contrato de um ano não aumenta pressão sobre mim

Em um primeiro ano de altos e baixos com a Red Bull na Fórmula 1, Sergio Pérez garantiu a permanência na equipe austríaca, mas com uma renovação de apenas um ano, válida até o fim de 2022. Só que, segundo o mexicano, isso não aumenta a pressão em cima dele para melhorar sua performance.

Enquanto a vitória no GP do Azerbaijão seja o destaque de seu ano, ele também enfrenta uma cota de frustrações, com dificuldades de adaptação às características únicas do RB16B.

Leia também:

Apesar de ser mantido pela Red Bull para 2022, fica claro que Pierre Gasly, hoje na AlphaTauri, tenta de tudo para voltar à equipe principal em algum momento. Para Pérez, enquanto a situação pode significar uma melhora na performance no próximo ano para barrar uma segunda chance do francês, ele deixa claro que nunca deixará questões contratuais impactar seu trabalho na pista.

"Não faz diferença para mim", disse ao Motorsport.com. "Mesmo estando em contratos mais longos, ainda somos pilotos e queremos entregar em todos os finais de semana".

"Para ser honesto, não é algo que penso. A única coisa que penso é a próxima corrida. O mesmo vale para o outro lado. Não fico pensando que posso relaxar porque já tenho contrato para o próximo ano. Se pensasse assim, nunca estaria aqui".

Sergio Perez, Red Bull Racing RB16B

Sergio Perez, Red Bull Racing RB16B

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

A confirmação de Pérez para 2022 veio algumas semanas após ele ter sido notificado disso pelos chefes da Red Bull, Helmut Marko e Christian Horner. Ele diz que, apesar dos momentos difíceis em 2021, ele construiu uma boa relação de confiança com a direção.

"Algumas corridas antes do anúncio, Helmut e Christian falaram comigo. Eles disseram que eu não deveria procurar outros lugares porque eles estavam felizes comigo e queriam me manter".

"Para mim, foi a mesma coisa, então foi tudo bem claro. Desenvolvemos uma boa confiança nesse período, o que é importante. Se Christian e Helmut me disserem algo, acreditarei cegamente e, por isso, não me preocupei com nada mais".

Com oito corridas pela frente, e Pérez precisando ser um bom companheiro para Max Verstappen, ele sabe que seu principal ponto para melhorar é na classificação. Nas corridas, ele já provou que pode ser tão rápido quando o holandês, mas segue pecando aos sábados.

"Preciso melhorar muito nas classificações. O ritmo de corrida está ali, mas preciso melhorar aos sábados. O positivo é que a diferença para Max na classificação tende a sumir na corrida. Ficamos bem mais próximos, mas preciso reduzir a distância no sábado, para que eu possa estar ali desde o começo".

F1: SAINZ ridicularizou BARRICHELLO? Entenda CONTEXTO da declaração do espanhol sobre brasileiro

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #133: O que poderia ser melhorado no documentário sobre Schumacher?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Honda revela que atualizou motor de Verstappen em Spa

Artigo anterior

F1: Honda revela que atualizou motor de Verstappen em Spa

Próximo artigo

F1 - Coulthard detona Tsunoda: "Deveria fazer as malas e ir pra casa"

F1 - Coulthard detona Tsunoda: "Deveria fazer as malas e ir pra casa"
Carregar comentários