F1: Ricciardo diz que tinha vitória na mão antes mesmo da batida entre Hamilton e Verstappen

Australiano disse que se apoderou de uma raiva que surgiu após a classificação, usando-a a seu favor no resto do fim de semana

F1: Ricciardo diz que tinha vitória na mão antes mesmo da batida entre Hamilton e Verstappen

Após ajudar a McLaren a conquistar sua primeira vitória na Fórmula 1 desde 2012, em uma dobradinha com seu companheiro de equipe Lando Norris, Daniel Ricciardo reconhece que tinha a vitória do GP da Itália em mãos mesmo antes da batida entre Max Verstappen e Lewis Hamilton.

A chave para seu sucesso foi passar o pole Verstappen já na largada, ocupando a ponta na primeira chicane, se mantendo à frente nas primeiras voltas, quando ambos ainda tinham pneus novos.

Leia também:

E enquanto estava preocupado com a possibilidade de perder a liderança na fase de pitstops, especialmente com o risco de um undercut, o australiano disse que após a troca de pneus, ele sabia que a vitória era dele.

Refletindo sobre como lidou com a diferença para Verstappen até a parada, Ricciardo disse que apenas uma tentativa tardia do ex-companheiro de Red Bull poderia lhe causar qualquer problema.

"Em algumas voltas ele se aproximava, mas eu nunca precisei defender de fato. Ele estava ali, mas eu sabia que, a não ser que cometesse um erro, seria difícil para ele passar, a não ser que ele fosse em uma tentativa desesperada".

"Acho que onde eu me senti mais vulnerável foi no fim do stint, com os pneus perdendo rendimento. Mas os outros também estavam sofrendo. Mas eu tinha na minha cabeça que aquele era um momento vulnerável".

"Eu parei e todos foram também, então acho que todos sofríamos igual. E aí, quando voltei na frente, sabia que era minha. A menos que alguma coisa acontecesse, tinha uma chance real de vencer".

"Foi nesse momento que eu comecei a pensar que alguém teria que vir tirar isso de mim, porque eu iria vencer".

Daniel Ricciardo, McLaren, 1st position, celebrates on the podium

Daniel Ricciardo, McLaren, 1st position, celebrates on the podium

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

Ricciardo disse que não tinha nenhuma dúvida sobre a força da McLaren em alta velocidade e como isso ajudou no fim de semana, mas reconhece que um nível de "raiva" que o apoderou após a classificação ajudou em um nível pessoal.

"Acho que esse circuito encaixa bem com a McLaren. Foi assim no ano passado. Não corria aqui ainda, mas vi o resultado deles. Então eu sabia o que poderia acontecer no fim de semana apenas com a confiança em mim".

"Eu sempre amei essa pista, é bem divertida, sempre me dou bem aqui. E combinado com uma sensação melhor do carro mais recentemente, me sentindo mais confortável e confiante com ele. E na sexta, ficando tão próximo, eu fiquei bravo. O top 3 estava próximo e minha volta era ok, mas sabia que poderia ter sido melhor".

"Algumas vezes acabo mudando. Certamente tinha um pouco de raiva, como disse antes, e acho que foi uma bênção. Usei isso a meu favor pelo resto do fim de semana".

F1 2021: Verstappen e Hamilton BATEM, RIVALIDADE se acirra e Ricciardo vence com 1-2 da McLaren | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST - Bottas: piloto que deixou a desejar ou talento 'sacrificado'?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Max Wilson diz que batida de Hamilton e Verstappen foi “de corrida” e vê Red Bull à frente da Mercedes
Artigo anterior

F1: Max Wilson diz que batida de Hamilton e Verstappen foi “de corrida” e vê Red Bull à frente da Mercedes

Próximo artigo

F1: Raikkonen confirma retorno no GP da Rússia após Covid-19

F1: Raikkonen confirma retorno no GP da Rússia após Covid-19
Carregar comentários