Análise técnica de Giorgio Piola
Assunto

Análise técnica de Giorgio Piola

Análise técnica: a asa traseira da Williams FW38

A Williams decepcionou em suas últimas provas, depois de ter perdido espaço para a Red Bull. No Canadá, a equipe tenta reverter esse quadro

Análise técnica: a asa traseira da Williams FW38

A Williams pode ter melhor desempenho em circuitos que exigem menos downforce, como o Circuito Gilles Villeneuve, embora as longas retas não são pontuadas por curvas mais lentas.

O modelo FW38 foi provido de uma nova asa traseira e a equipe espera superar esses problemas aerodinâmicos, com as mudanças feitas não só as asas, mas também nas placas terminais.

O comprimento da asa superior foi reduzido a fim de atender os requisitos de baixo downforce, quando comparado com Mônaco, e ajustar a eficácia do DRS, enquanto o ângulo de ataque de ambos os elementos foi significativamente reduzido.

A ranhura central em "V" que foi recentemente introduzida, está mantida, mas reduzido em tamanho, em conformidade com as outras alterações.

Veja a especificação para comparação:

Williams FW38 rear detail
Williams FW38 detalhes da traseira

Foto: Giorgio Piola

compartilhar
comentários
Acompanhe em tempo real o TL2 do GP do Canadá

Artigo anterior

Acompanhe em tempo real o TL2 do GP do Canadá

Próximo artigo

Toto cutuca Max e elogia Stroll: "o próximo canadense na F1"

Toto cutuca Max e elogia Stroll: "o próximo canadense na F1"
Carregar comentários