Fórmula 1
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
28 dias
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
42 dias
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
84 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
91 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
105 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
112 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
126 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
140 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
147 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
161 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
175 dias
Análise técnica de Giorgio Piola
Assunto

Análise técnica de Giorgio Piola

Análise técnica: veja como a Mercedes segue evoluindo na F1

compartilhar
comentários
Análise técnica: veja como a Mercedes segue evoluindo na F1
Por:
, Especialista
Co-autor: Matthew Somerfield
5 de mai de 2020 15:37

A equipe alemã está sempre em busca de continuar melhorando ainda mais sua performance na F1

Enquanto o debate sobre as novidades da Mercedes para a temporada 2020 da Fórmula 1 giraram em torno do Sistema de Direção de Eixo Duplo (DED) e o novo sidepod, há outros detalhes importantes que mostram o quão agressiva a equipe pode ser em busca de uma performance (ainda) melhor.

Isso ficou óbvio no segundo teste de pré-temporada, quando as equipes mudaram o foco, saindo da confiabilidade e passando a testar mudanças que buscavam uma maior velocidade.

Leia também:

Mercedes AMG F1 W11 rear wing detail

Mercedes AMG F1 W11 rear wing detail

Photo by: Giorgio Piola

Mercedes AMG F1 W11 rear wing

Mercedes AMG F1 W11 rear wing

Photo by: Giorgio Piola

A Mercedes fez os devidos testes de um novo arranjo dos pilares na asa traseira durante a segunda semana, optando por um único elemento, ao invés de dois com arranjo normal

O pilar, de aparência robusta, não é apenas montado na parte inferior do plano principal da asa, mas também alcança e é mesclado com ativador do DRS, criando uma estrutura central maior, que pode trazer benefícios aerodinâmicos.

A Mercedes não foi a única equipe a fazer algo parecido durante os testes, com a Alfa Romeo testando uma versão com seus dois pilares de montagem em estilo "pescoço de cisne", aumentando sua altura para maximizar o efeito aerodinâmico.

Alfa Romeo Racing C39 rear wing pillar detail comparison

Alfa Romeo Racing C39 rear wing pillar detail comparison

Photo by: Giorgio Piola

Novo carro, truques velhos

Essa configuração não é algo novo para a Mercedes, que optou por uma solução semelhante nos últimos anos, chegando até a fazer troca entre duas variantes, dependendo do circuito em que iria correr, e do nível de downforce escolhido para a asa traseira.

Em 2017, optou por seguir uma versão introduzida inicialmente pela Toro Rosso, onde o pilar cruzava o escapamento.

Galeria
Lista

Pilar único de 2018

Pilar único de 2018
1/6

Foto de: Giorgio Piola

A Mercedes usou as duas soluções em 2018, com o pilar único, visto aqui em uso no GP do Azerbaijão em combinação com um layout de asa em forma de "colher".

Pilar duplo de 2018

Pilar duplo de 2018
2/6

Foto de: Giorgio Piola

Um arranjo de pilar duplo, usando apoiadores no formato "pescoço de cisne" também foi usado naquele ano

Combo pilar único e Asa T de 2017

Combo pilar único e Asa T de 2017
3/6

Foto de: Giorgio Piola

O carro de 2017 usava um design com pilar único, junto com uma Asa T, ligada ao escapamento

Pilar de montagem central da Toro Rosso de 2015

Pilar de montagem central da Toro Rosso de 2015
4/6

Foto de: Giorgio Piola

A Toro Rosso, sempre inovadora, foi a primeira a cruzar o escapamento com o pilar da asa traseira. Acredita-se que isso não apenas deu vantagens, mas também melhorou a dispersão do escape ao sair do tubo principal.

Asa traseira ilegal da Renault R.S.17

Asa traseira ilegal da Renault R.S.17
5/6

Foto de: Giorgio Piola

Pode ser fácil chegar à conclusão de que você pode usar um suporte de pescoço de cisne e obter os benefícios aerodinâmicos resultantes do seu uso e, em seguida, simplesmente conectá-lo ao módulo de ativação do DRS para conseguir um benefício ainda maior. No entanto, uma interpretação da inovação da Renault, em 2017, estabeleceu um precedente, com a equipe tendo que adicionar uma seção da carroceria entre o pilar e a estrutura principal para cumprir os regulamentos.

Asa traseira da Renault com a adição da carroceria ao pilar

Asa traseira da Renault com a adição da carroceria ao pilar
6/6

Foto de: Giorgio Piola

Aqui podemos ver como que ficou a solução da Renault para poder cumprir com o regulamento

Lições dos outros…

Mercedes AMG F1 W10 rear wing detail

Mercedes AMG F1 W10 rear wing detail

Photo by: Giorgio Piola

A Mercedes introduziu uma atualização da asa traseira no GP da Alemanha de 2019, apresentando um conjunto de soluções para tentar melhorar a troca entre downforce e arrasto.

Os recortes em formato de dente de serra no canto superior traseiro das placas finais foram mantidos para 2020, mas a equipe fez uma alteração no arranjo de palhetas suspensas abaixo deles.

Mercedes AMG F1 W11 rear wing

Mercedes AMG F1 W11 rear wing

Photo by: Giorgio Piola

Haas F1 Team VF-19 rear wing detail

Haas F1 Team VF-19 rear wing detail

Photo by: Giorgio Piola

O arranjo parece ter sido inspirado em uma solução introduzida pela Haas em 2019, com o primeiro elemento do trio de superfícies de condicionamento de fluxo se estendendo para trás das outras duas pás, ambas com geometria curva na borda inferior.

A estrutura do fluxo de ar criada por eles é claramente otimizada para se adequar ao restante das peças aerodinâmicas da Mercedes na placa final, mas é interessante ver que ideias de outras pessoas, não importa de onde em termos de desempenho relativo, possam ser usadas como base para melhoria.

GALERIA: Relembre os carros da Mercedes na F1

Galeria
Lista

1954: Mercedes-Benz W 196 R

1954: Mercedes-Benz W 196 R
1/17

Foto de: Daimler AG

1954: Mercedes-Benz W 196 R

1954: Mercedes-Benz W 196 R
2/17

Foto de: Daimler AG

1955: Mercedes-Benz W 196 R

1955: Mercedes-Benz W 196 R
3/17

Foto de: Daimler AG

2010: Mercedes MGP W01

2010: Mercedes MGP W01
4/17

Foto de: XPB Images

2011: Mercedes MGP W02

2011: Mercedes MGP W02
5/17

Foto de: XPB Images

2012: Mercedes F1 W03

2012: Mercedes F1 W03
6/17

Foto de: XPB Images

2013: Mercedes F1 W04

2013: Mercedes F1 W04
7/17

Foto de: XPB Images

2014: Mercedes F1 W05 Hybrid

2014: Mercedes F1 W05 Hybrid
8/17

Foto de: XPB Images

2015: Mercedes F1 W06 Hybrid

2015: Mercedes F1 W06 Hybrid
9/17

Foto de: XPB Images

2016: Mercedes F1 W07 Hybrid

2016: Mercedes F1 W07 Hybrid
10/17

Foto de: XPB Images

2017: Mercedes F1 W08 Hybrid

2017: Mercedes F1 W08 Hybrid
11/17

Foto de: Mercedes AMG

2018: Mercedes AMG F1 W09 EQ Power+

2018: Mercedes AMG F1 W09 EQ Power+
12/17

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

2019: Mercedes AMG W10

2019: Mercedes AMG W10
13/17

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

2020: Mercedes AMG F1 W11

2020: Mercedes AMG F1 W11
14/17

Foto de: Mercedes AMG

2020: Mercedes AMG F1 W11

2020: Mercedes AMG F1 W11
15/17

Foto de: Mercedes AMG

2020: Mercedes AMG F1 W11

2020: Mercedes AMG F1 W11
16/17

Foto de: Mercedes AMG

2020: Mercedes AMG F1 W11

2020: Mercedes AMG F1 W11
17/17

Foto de: Mercedes AMG

VÍDEO: Onipresente: o poder de Toto Wolff na Fórmula 1

PODCAST: Senna foi o melhor esportista do Brasil?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Próximo artigo
Senna e Prost? McLaren faz enquete para definir dupla ideal na F1

Artigo anterior

Senna e Prost? McLaren faz enquete para definir dupla ideal na F1

Próximo artigo

F1 e futebol: veja como seriam carros com pinturas dos times de coração de grandes pilotos

F1 e futebol: veja como seriam carros com pinturas dos times de coração de grandes pilotos
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes Compre Agora
Autor Giorgio Piola