Últimas notícias

Após pole de Verstappen, Rosberg reafirma que holandês é melhor que Hamilton

Campeão mundial de 2016 e rival do britânico, alemão citou argumentos em favor da estrela da Red Bull na Fórmula 1

Pole Sitter Max Verstappen, Red Bull Racing celebrates in Parc Ferme

Campeão mundial da Fórmula 1 com a Mercedes em 2016, Nico Rosberg voltou a afirmar que Max Verstappen é o melhor piloto da atualidade, após o holandês da Red Bull cravar a pole position para o GP da Hungria, sua primeira na categoria.

"No momento, Max Verstappen é o melhor piloto de F1", disse Rosberg em um vídeo de análise pós-qualificação em seu canal no YouTube. "Até mesmo um pouco melhor que Lewis Hamilton. Ele está fazendo um trabalho inacreditável”.

Leia também:

Rosberg, que passou quatro temporadas ao lado de Hamilton na Mercedes e venceu o britânico pelo título da temporada 2016, disse que a pole de Verstappen se deve a uma "condução épica" do holandês.

O alemão acredita que a Mercedes teve o carro mais rápido na classificação, mas Verstappen produziu duas voltas surpreendentes. Rosberg, então, usou o resultado para apontar cinco razões pelas quais Verstappen é o melhor piloto da F1 no momento.

"O primeiro ponto: o talento natural", disse o campeão mundial de 2016. "Talento natural inacreditável. Em sintonia com Senna, Hamilton. Um daqueles talentos naturais absolutos que surgem de um em dez anos”.

Rosberg também destacou a confiança de Verstappen e disse que ele tem um "toque narcisista", mas não de forma negativa. "Todos os maiores pilotos tinham isso", disse. "Schumacher tinha, Senna tinha. Todos eles tinham aquela autoconfiança que eu infelizmente não tinha a tal ponto. Eu acho que ele tem muito isso".

"Isso lhe dá essa resiliência", acrescentou Rosberg. "Há tanta pressão, tanta coisa acontecendo, tantas opiniões e política, e se você tem aquela autoconfiança que o mantém protegido e focado, fica com a mente limpa”.

O terceiro ponto do alemão foi o quão bem adaptado Verstappen está ao carro de 2019. "Combina muito bem com ele", analisou. "Eles projetaram um carro que se encaixa perfeitamente à sua pilotagem. Se você não concorda com isso, dê uma olhada na volta de qualificação da Hungria: está absoluto, é inacreditável. Essa é uma combinação perfeita".

Verstappen fez sua estreia na F1 aos 17 anos em 2015 e, apesar de ter apenas 21 anos, tem o oitavo maior número de largadas do GP (92) da atual safra de pilotos. Rosberg acredita que essa mescla de juventude e experiência dá a Verstappen "uma combinação que o esporte nunca viu".

O alemão acha que é por isso que Verstappen é capaz de desafiar Hamilton. Rosberg também disse que o britânico "certamente já está em um declínio em suas habilidades humanas naturais", apesar de ainda ser uma "arma inacreditável".

"A melhor idade para os pilotos é 30, 31, 32 - e isso porque sua habilidade, à medida que você envelhece, diminui levemente, mas a experiência conta muito neste esporte", ponderou o campeão de 2016.

"Assim, a experiência superará a pequena diminuição em sua habilidade natural como um ser humano, à medida que você fica um pouco mais velho. Mas Max tem a juventude absoluta - tempos de reação absolutos do corpo humano - e também tem a experiência, porque ele é um dos pilotos mais rodados do grid atual. Isso contribui para uma combinação incrivelmente poderosa”.

O último ponto de Rosberg foi a dedicação de Verstappen. "Vemos isso em sua forma física, mantendo suas reações, indo andar de kart, trabalhando com os engenheiros", disse Rosberg. "É um compromisso realmente poderoso”.

Verstappen, vitorioso em grandes corridas

Em tempos de pleno domínio da Mercedes e raros lampejos da Ferrari, o piloto da Red Bull conquistou vitórias marcantes. E sempre se superou para chegar aos triunfos.

Vale lembrar, por exemplo, que Verstappen nunca conquistou uma pole position na F1. Ainda assim, são seis presenças no lugar mais alto do pódio. Na galeria especial abaixo, o Motorsport.com relembra as vitórias espetaculares do holandês. Confira:

GP da Espanha de 2016
A corrida foi a primeira de Verstappen na Red Bull. O holandês substituiu Daniil Kvyat, rebaixado para a Toro Rosso.
GP da Espanha de 2016
Na largada, Rosberg ultrapassou o pole Hamilton, que tentou retomar a liderança na sequência. O britânico, porém, errou o bote e tirou as duas Mercedes da prova.
GP da Espanha de 2016
O caminho ficou aberto para a vitória de Verstappen, que soube administrar bem a vantagem à frente.
GP da Espanha de 2016
Com o triunfo, o holandês se tornou o mais jovem vencedor da história da Fórmula 1.
GP da Espanha de 2016
Raikkonen e Vettel completaram o pódio da agitada etapa espanhola.
GP da Malásia de 2017
Verstappen herdou a posição de largada de Raikkonen, que teve problemas com sua Ferrari, atrás do pole Hamilton.
GP da Malásia de 2017
Com ritmo melhor que o da Mercedes, o holandês superou Hamilton e venceu em Sepang.
GP da Malásia de 2017
Daniel Ricciardo completou o pódio na segunda vitória de Verstappen pela Red Bull.
GP da Malásia de 2017
Verstappen vibra com o triunfo na Malásia.
GP da Malásia de 2017
O holandês já se colocava como rival de Ricciardo dentro da Red Bull, dando pontapé à tensão com o australiano.
GP do México de 2017
Verstappen largou em segundo, atrás do pole Vettel, que tentava sobrevida na briga pelo título com Hamilton.
GP do México de 2017
Verstappen ultrapassou o tetracampeão no início da prova e despontou na liderança.
GP do México de 2017
O holandês chegou a ultrapassar Hamilton como retardatário antes de vencer no Hermanos Rodríguez.
GP do México de 2017
Dominante vitória de Verstappen no circuito mexicano, no qual ele voltaria a vencer no ano seguinte.
GP do México de 2017
Bottas chegou em segundo, à frente do conterrâneo ferrarista Raikkonen.
GP da Áustria de 2018
Na corrida do ano passado em Spielberg, Verstappen largou em quarto.
GP da Áustria de 2018
Logo no começo da prova, o holandês ascendeu uma posição, superando Raikkonen.
GP da Áustria de 2018
No fim das contas, as duas Mercedes abandonaram e Verstappen triunfou. Nesta foto, ele conversa com o pai Jos no Red Bull Ring.
GP da Áustria de 2018
Mais uma grande vitória de Verstappen, que já vivia forte tensão com o ex-companheiro Ricciardo.
GP da Áustria de 2018
Raikkonen chegou em segundo, à frente do companheiro Vettel.
GP do México de 2018
Em sua segunda vitória no México, Verstappen largou em segundo, atrás de Ricciardo.
GP do México de 2018
O holandês despachou o então companheiro no começo da prova e despontou na liderança após sofrer ataque de Hamilton.
GP do México de 2018
Verstappen conseguiu abrir distância para o britânico e rumou para mais uma dominante vitória.
GP do México de 2018
Vettel chegou em segundo e Raikkonen completou mais um pódio em sua extensa carreira.
GP do México de 2018
Festa com champanhe para Verstappen, consolidado como primeiro piloto da Red Bull.
GP da Áustria de 2019
Na corrida deste domingo, as coisas começaram ruins para Verstappen, que caiu de segundo para sétimo após péssima largada. No entanto, ele se recuperou e brilhou com várias ultrapassagens. A foto acima antecede o bote do holandês sobre Vettel a 20 voltas do fim da prova em Spielberg.
GP da Áustria de 2019
Logo após, Verstappen não tomou conhecimento de Bottas e assumiu a segunda posição.
GP da Áustria de 2019
A 3 voltas do fim, o holandês foi com tudo para cima de Leclerc. Com direito a toque entre os pilotos, Verstappen conseguiu ultrapassar para vencer no Red Bull Ring.
GP da Áustria de 2019
A manobra foi mais um motivo de delírio para a torcida da Red Bull na casa da equipe. Os trajes laranjas comprovam a idolatria ao holandês de apenas 21 anos.
GP da Áustria de 2019
O pódio mostra Leclerc contrariado. O monegasco não concordou com a manobra do vencedor. Após três horas de reuniões, os comissários decidiram que o 'lance' foi normal e confirmaram a vitória do holandês.
GP da Alemanha de 2019
Verstappen teve uma largada ruim e caiu para a quarta posição após se classificar em segundo para a prova de Hockenheim. Mas logo nas primeiras voltas o holandês conseguiu ultrapassar Kimi Raikkonen e assumir o terceiro posto.
GP da Alemanha de 2019
Na sequência, o piloto da Red Bull passou a perseguir a dupla da Mercedes. No entanto, o vem e vai da chuva acabou bagunçando o grid e o holandês chegou a ficar mais para trás após as trocas de pneus.
GP da Alemanha de 2019
Mas uma série de incidentes com os rivais, aliado com as boas decisões da Red Bull na escolha dos pneus para cada momento da 'corrida maluca' e a constante entrada do safety car, permitiram que Verstappen assumisse a ponta, enquanto os adversários colecionavam erros.
GP da Alemanha de 2019
Após assumir a liderança, o holandês foi preciso em sua pilotagem. Sem cometer erros e ainda anotando a melhor volta da corrida, Verstappen precisou apenas manter o controle da distância sobre os rivais para garantir a segunda vitória em 2019.
GP da Alemanha de 2019
Foi a sétima vitória do "Mad Max" e a 61ª da Red Bull. E mais uma vez, o jovem holandês superou os rivais em uma prova cheia de emoção. De quebra, a Honda faturou a segunda vitória como fornecedora de motores desde o retorno à categoria.
35

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Após troca no motor, Ricciardo larga em último no GP da Hungria
Próximo artigo Equipes da F1 concordam com calendário de 22 corridas em 2020

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil