Após problemas na Malásia, Lotus treinará pit stops em Enstone

Segundo diretor, equipe não conseguiu boa sequência de trabalhos nos boxes em Sepang e praticará mais até a China

Após problemas na Malásia, Lotus treinará pit stops em Enstone
Carregar reprodutor de áudio
Paul Seaby diz que Lotus ficou devendo nos boxes

Após um GP da Austrália de sonho, tendo o melhor ritmo de longe ante à concorrência, indo de sétimo no grid à vitória, o GP da Malásia não foi bom para a equipe Lotus. Saindo de 10º e 11º, tanto Grosjean como Räikkönen pontuaram, no entanto jamais estiveram com ritmo parecido ao dos líderes.

Para o chefe de competições do time, Paul Seaby, além do mau ritmo, o time dos boxes não teve constância durante a corrida, o que prejudicou o fim da prova.

“Por alguma razão, como a equipe, perdemos um pouco do performance durante o fim de semana na Malásia”, disse.

“Na sexta-feira nossos treinos de pit stops foram bons como nunca, mas do sábado para frente tivemos problemas e não conseguimos ter uma sequência de boas paradas. A mudança de condições de chuva para o seco e os ajustes de asa não ajudaram. Mas levo em consideração que não foi nosso melhor fim de semana.”

O diretor promete treinamento intenso até Xangai. “Temos de colocar todo mundo no ritmo e praticar em Enstone para voltarmos onde merecemos estar. É como um time de futebol: Quando estamos em boa forma é obrigação; quando não estamos, é preciso encarar como equipe e trabalhar juntos.”

Longe dos problemas nos boxes, Seaby disse que outro alvo do time é trazer evoluções do carro de Räikkönen para Grosjean também. “Um dos dos principais objetivos é ter certeza que ambos os pilotos tenham as últimas peças disponíveis”, finalizou.

compartilhar
comentários
Massa critica postura de Vettel na Malásia: "Arriscado demais"
Artigo anterior

Massa critica postura de Vettel na Malásia: "Arriscado demais"

Próximo artigo

Para Hamilton, Mercedes é a segunda melhor equipe do grid

Para Hamilton, Mercedes é a segunda melhor equipe do grid