Arrivabene: "Vettel não é o chefe da Ferrari"

compartilhar
comentários
Arrivabene: "Vettel não é o chefe da Ferrari"

Chefe da Ferrari sabia da preferência do alemão em manter Kimi Raikkonen como seu companheiro, mas disse que decisão não cabe ao piloto

Maurizio Arrivabene não parece disposto a deixar ninguém questionar suas decisões, como a escolha de não renovar com Kimi Raikkonen e colocar Charles Leclerc no lugar do finlandês em 2019. O chefe da Ferrari tomou a decisão de trocar o piloto pela revelação de 2018 e que pode pressionar Sebastian Vettel.

Arrivabene sabia da preferência do alemão em manter Raikkonen como seu companheiro, algo que ele já havia dito publicamente, mas o italiano tratou de colocar Vettel em seu lugar.

"Sebastian é nosso piloto, e não o chefe da equipe, com todo o respeito. Meu trabalho é observar toda a situação, discutir com meus chefes e lhes dar um plano de longo prazo. Quando falamos sobre isso, a decisão é tomada pela gerência e não pelo piloto", disse em uma entrevista à Sky Sports F1.

Leia também:

Logo justificou em detalhes o que a Ferrari pretende com a chegada de Leclerc. “Os tempos mudam. O mais importante é manter nosso DNA, mas também olhar para o futuro. Se você olhar para a situação no paddock de hoje, Red Bull sobe Gasly com Verstappen e McLaren tem Sainz e Norris, um estreante".

"Olhando para o futuro, a Mercedes tomou a sua decisão há dois anos, colocando Valtteri Bottas ao lado de Lewis Hamilton, e têm a vantagem. A melhor maneira de ganhar algo é tomar uma decisão e fazer crescer um talento que nasceu na Academia de pilotos da Ferrari", concluiu.

Ricciardo: É a temporada mais “estranha” da minha carreira

Artigo anterior

Ricciardo: É a temporada mais “estranha” da minha carreira

Próximo artigo

Vettel: Ferrari não tem nada a temer nas próximas corridas

Vettel: Ferrari não tem nada a temer nas próximas corridas
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1