Áustria 2002 x Rússia 2018: a comparação lado a lado

A vitória de Lewis Hamilton em Sochi gerou comparações com o fatídico episódio envolvendo Schumacher e Barrichello em 2002. Mas como podemos comparar os detalhes de cada uma?

Áustria 2002 x Rússia 2018: a comparação lado a lado
Carregar reprodutor de áudio

A decisão controversa, troca de posições na pista, expressões constrangidas nos pódios, justificativas em entrevistas... Estes acontecimentos podem definir tanto o GP da Áustria de 2002 quanto o GP da Rússia de 2018.

Leia também:

A vitória de Lewis Hamilton em Sochi, obtida após uma ordem de equipe da Mercedes para que Valtteri Bottas cedesse a ponta, gerou alguns paralelos com o episódio envolvendo Michael Schumacher e Rubens Barrichello no circuito então chamado de A1 Ring (hoje Red Bull Ring).

Mas, semelhanças à parte, houve também diferenças significativas entre os dois episódios. Traçamos, então, alguns paralelos entre as duas provas.

Momento do campeonato
Momento do campeonato
1/11
O GP da Áustria de 2002 foi apenas a sexta etapa daquele campeonato, que tinha 17 provas no total.

Foto de: LAT Images

Momento do campeonato
Momento do campeonato
2/11
Já o GP da Rússia foi a 16ª de 21 corridas da F1, o que já contava com uma disputa pelo título mais desenhada.

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Momento dos protagonistas
Momento dos protagonistas
3/11
Schumacher sobrava no começo do campeonato antes do GP da Áustria: ele tinha 44 pontos, 21 a mais que o vice-líder Montoya. Na época, a vitória valia 10 pontos. Barrichello, por sua vez, tinha somente seis pontos.

Foto de: Ferrari Media Center

Momento dos protagonistas
Momento dos protagonistas
4/11
Hamilton já contava com uma vantagem mais folgada sobre Vettel antes da Rússia, com 40 pontos a mais (a vitória hoje vale 25 pontos). Bottas, praticamente fora da luta pelo título, chegou 110 pontos atrás.

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Situação da corrida
Situação da corrida
5/11
Na Áustria, Barrichello e Schumacher puderam fazer uma corrida à parte, sem a ameaça de concorrentes. Montoya, terceiro colocado, cruzou a linha de chegada 17s atrás.

Foto de: Ferrari Media Center

Situação da corrida
Situação da corrida
6/11
Já as Mercedes tiveram a presença constante de Vettel, que inclusive chegou a superar Hamilton na primeira rodada de pitstops. A Mercedes citou isso como um dos fatores para a ordem de equipe, já que o inglês tinha a ameaça de seu principal concorrente.

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

A execução em si
A execução em si
7/11
A troca de posições aconteceu literalmente nos metros finais, na reta anterior à bandeirada. Barrichello reduziu drasticamente a velocidade e proporciono que Schumacher assumisse a ponta.

Foto de: LAT Images

A execução em si
A execução em si
8/11
Bottas também praticamente estacionou seu carro no ponto e na volta exata que a Mercedes pediu. A mudança veio ainda em meados da corrida, na 25ª de 53 voltas.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

O desdobramento imediato
O desdobramento imediato
9/11
Schumacher se mostrou envergonhado: colocou Barrichello no topo do pódio, cedeu o troféu e expressou sua infelicidade com o episódio. O brasileiro classificou como “decisão do time” e que devia respeitá-la.

Foto de: LAT Images

O desdobramento imediato
O desdobramento imediato
10/11
Também houve constrangimento geral no pódio. Os principais envolvidos lamentaram o episódio, mas, por outro lado, reconheceram que a decisão pode fazer grande diferença no fim.

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

E agora?
E agora?
11/11
No caso de 2002, Schumacher conquistou o título com grande antecedência, de modo que o episódio da Áustria não interferiu. E, de quebra, o alemão devolveu a vitória a Barrichello no GP dos Estados Unidos. Vai acontecer o mesmo em 2018?

Foto de: Sutton Motorsport Images

 

compartilhar
comentários
F1 estuda mudar formato da classificação para 2019
Artigo anterior

F1 estuda mudar formato da classificação para 2019

Próximo artigo

Toro Rosso explica causa de rodadas no GP da Rússia

Toro Rosso explica causa de rodadas no GP da Rússia