Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

GALERIA: 10 coisas que você precisa saber sobre a estreia de Senna na Fórmula 1, há 35 anos

compartilhar
comentários
GALERIA: 10 coisas que você precisa saber sobre a estreia de Senna na Fórmula 1, há 35 anos
Por:
, Editor
25 de mar de 2019 14:16

Tricampeão mundial estreava em 25 de março de 1984, no GP do Brasil, em Jacarepaguá

Em 25 de março de 1984, o mundo da Fórmula 1 era apresentado a um jovem de 24 anos que se tornaria uma das maiores lendas do esporte a motor.

Leia também:

Nesta data, Ayrton Senna fazia sua estreia na categoria a bordo da Toleman em Jacarepaguá, no Grande Prêmio do Brasil. Senna era apenas um iniciante, enquanto a grande estrela do país na Fórmula 1 era Nelson Piquet, que acabava de conquistar o seu segundo título mundial no ano anterior.

Veja também:

Há 35 anos, a Fórmula 1 era muito diferente. Por isso, o Motorsport.com separou 10 coisas que talvez você não saiba e precisava saber sobre a estreia de Senna.

Veja na galeria abaixo:

Galeria
Lista

Senna se classificou apenas em 17º com a modesta Toleman, uma equipe pequena na categoria, ficando 1,8s na frente do seu companheiro de equipe, o venezuelano Johnny Cecotto

Senna se classificou apenas em 17º com a modesta Toleman, uma equipe pequena na categoria, ficando 1,8s na frente do seu companheiro de equipe, o venezuelano Johnny Cecotto
1/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

A Toleman foi a primeira equipe de Senna na Fórmula 1, mas não foi o primeiro carro que ele pilotou na categoria. Em 1983, ele andou na Williams, equipe que 10 anos mais tarde o contrataria, sendo a última de sua carreira.

A Toleman foi a primeira equipe de Senna na Fórmula 1, mas não foi o primeiro carro que ele pilotou na categoria. Em 1983, ele andou na Williams, equipe que 10 anos mais tarde o contrataria, sendo a última de sua carreira.
2/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

Ayrton Senna foi responsável pelos três únicos pódios da Toleman, todos em 1984 (Mônaco, Grã-Bretanha e Portugal). A equipe fazia em 1984 sua penúltima temporada na F1

Ayrton Senna foi responsável pelos três únicos pódios da Toleman, todos em 1984 (Mônaco, Grã-Bretanha e Portugal). A equipe fazia em 1984 sua penúltima temporada na F1
3/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

Ayrton Senna completou apenas sete voltas no GP do Brasil, abandonando a prova no oitavo giro por conta de um problema no motor turbo da Hart.

Ayrton Senna completou apenas sete voltas no GP do Brasil, abandonando a prova no oitavo giro por conta de um problema no motor turbo da Hart.
4/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

Alain Prost venceu a prova com a McLaren. Curioso é que após ele cruzar a linha de chegada foi tocado o "Tema da Vitória". Mas não foi por engano. A canção foi feita para o vencedor das edições do GP do Brasil (independente da nacionalidade) e foi tocada em 1981 pela primeira vez, mas a partir de 1986 começou a ser tocada a cada vitória brasileira na Fórmula 1.

Alain Prost venceu a prova com a McLaren. Curioso é que após ele cruzar a linha de chegada foi tocado o "Tema da Vitória". Mas não foi por engano. A canção foi feita para o vencedor das edições do GP do Brasil (independente da nacionalidade) e foi tocada em 1981 pela primeira vez, mas a partir de 1986 começou a ser tocada a cada vitória brasileira na Fórmula 1.
5/10

Foto de: LAT Images

1984 foi um ano de mudanças na Fórmula 1, onde estava proibido o reabastecimento, limitando o tanque do carro a 220 litros. Muitos pilotos se preocuparam que isso poderia tornar as corridas menos agressivas

1984 foi um ano de mudanças na Fórmula 1, onde estava proibido o reabastecimento, limitando o tanque do carro a 220 litros. Muitos pilotos se preocuparam que isso poderia tornar as corridas menos agressivas
6/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

Além de Prost, Keke Rosberg (Williams) subiu ao pódio em segundo lugar, enquanto Elio de Angelis (Lotus) foi o terceiro.

Além de Prost, Keke Rosberg (Williams) subiu ao pódio em segundo lugar, enquanto Elio de Angelis (Lotus) foi o terceiro.
7/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

Ayrton Senna quase não largou no GP do Brasil. Antes do começo da corrida, com as equipes ainda se adaptando ao novo regulamento de combustível, houve um vazamento de gasolina dentro do cockpit da Toleman do brasileiro. A equipe conseguiu fazer os reparos a tempo.

Ayrton Senna quase não largou no GP do Brasil. Antes do começo da corrida, com as equipes ainda se adaptando ao novo regulamento de combustível, houve um vazamento de gasolina dentro do cockpit da Toleman do brasileiro. A equipe conseguiu fazer os reparos a tempo.
8/10

Foto de: XPB Images

O italiano Michele Alboreto, da Ferrari, largou em segundo e liderou as 11 primeiras voltas da corrida. Além dele, Niki Lauda e Derek Warwick chegaram a liderar a prova.

O italiano Michele Alboreto, da Ferrari, largou em segundo e liderou as 11 primeiras voltas da corrida. Além dele, Niki Lauda e Derek Warwick chegaram a liderar a prova.
9/10

Foto de: LAT Images

Nelson Piquet também não completou a prova, se retirando após um problema no motor na 32ª volta. O bicampeão à época teve um ano difícil com a Brabham, ganhando apenas duas corridas e terminando em quinto no Mundial.

Nelson Piquet também não completou a prova, se retirando após um problema no motor na 32ª volta. O bicampeão à época teve um ano difícil com a Brabham, ganhando apenas duas corridas e terminando em quinto no Mundial.
10/10

Foto de: Jean-Philippe Legrand

 

Próximo artigo
Renault quer “excelência operacional” no Bahrein após GP ruim na Austrália

Artigo anterior

Renault quer “excelência operacional” no Bahrein após GP ruim na Austrália

Próximo artigo

Ferrari espera ver impacto de "correções" no GP do Bahrein

Ferrari espera ver impacto de "correções" no GP do Bahrein
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Ayrton Senna Compre Agora
Autor Gustavo Faldon