Bottas lamenta ordem de equipe “dura” da Mercedes no Bahrein

Finlandês, terceiro colocado na prova, afirma que se tratou de uma das coisas mais difíceis de ouvir, mas entende o lado do time

Bottas lamenta ordem de equipe “dura” da Mercedes no Bahrein
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Podium: winner Sebastian Vettel, Ferrari, second place Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, third place Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1, Matteo Togninalli, Chief Race Engineer, Ferrari
Valtteri Bottas, Mercedes AMG
Valtteri Bottas, Mercedes AMG
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Carregar reprodutor de áudio

Valtteri Bottas classificou como “dura” a ordem de equipe dada pela Mercedes a ele durante o GP do Bahrein, quando precisou deixar seu companheiro, Lewis Hamilton, ultrapassá-lo por duas vezes.

Bottas, que iniciou a corrida da pole position, adotou uma estratégia diferente em relação ao seu companheiro. No fim, quando o inglês havia na teoria uma chance de lutar pela vitória contra Sebastian Vettel, o finlandês precisou abrir passagem e se contentar com o terceiro lugar.

Por mais que tenha lamentado a ordem, Bottas reconhece, contudo, a real intenção da Mercedes. “Essa provavelmente é uma das coisas mais difíceis de ouvir como piloto, mas a vida é assim. Eu entendo o lado da equipe, já que Lewis tinha a chance de conquistar a vitória e mais pontos para a equipe, mas ainda assim é duro. Mas sou um membro da equipe e não negaria”, afirmou, em entrevista à emissora inglesa Sky Sports.

No entanto, o finlandês ficou intrigado com sua falta de ritmo na fase decisiva da prova. “Eu esperava muito mais e a meta era a vitória, mas precisamos descobrir por que não tínhamos o ritmo. Eu não conseguia defender as minhas posições por ser mais lento. Me faltou ritmo tanto em relação a Sebastian quanto em relação a Lewis”, admitiu.  

compartilhar
comentários
Alonso detona Honda em novo desabafo via rádio
Artigo anterior

Alonso detona Honda em novo desabafo via rádio

Próximo artigo

Massa alerta Max: "Cuidado, você ainda correrá no Brasil"

Massa alerta Max: "Cuidado, você ainda correrá no Brasil"