Fórmula 1
25 jul
-
28 jul
Evento encerrado
01 ago
-
04 ago
Evento encerrado
29 ago
-
01 set
Evento encerrado
05 set
-
08 set
Evento encerrado
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Próximo evento em
2 dias
10 out
-
13 out
Próximo evento em
16 dias
24 out
-
27 out
Próximo evento em
30 dias
31 out
-
03 nov
Próximo evento em
37 dias
14 nov
-
17 nov
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
65 dias

Briatore: “Ferrari já começou com seu livro de desculpas”

compartilhar
comentários
Briatore: “Ferrari já começou com seu livro de desculpas”
Por:
24 de mar de 2019 14:22

Ex-chefe de equipe na F1 diz que time italiano tem de recuperar 0s8 ou 0s9 para brigar com a Mercedes

O mundial de Fórmula 1 2019 está apenas começando, mas o fraco desempenho da Ferrari em Melbourne aumentou o pessimismo sobre as possibilidades do time de Maranello conseguir um título de pilotos que não vem desde 2007.

Os testes de inverno fizeram todos pensarem que o SF90 era a referência no grid, mas na Austrália essa imagem desapareceu e deu lugar a muitas desconfianças.

Leia também:

De acordo com um veterano da Fórmula 1, Flavio Briatore (ex-chefe de equipe campeão com a Benetton e a Renault), a cena de 2018 não mudou, e as Ferraris irão atuar como espectadores de um duelo entre os pilotos da Mercedes.

"O campeonato mundial para a Ferrari será muito duro, a Mercedes é muito forte, será uma corrida doméstica entre Hamilton e Bottas", disse o italiano de 68 anos à Radio Capital.

"Nada mudou em relação ao ano passado, as Ferraris não perderam nada em relação à Mercedes, mas também não ganharam nada.”

“O livro de desculpas já começou na primeira corrida, então será muito difícil começar. Eles devem estar 0s8 ou 0s9 atrás da Mercedes, então eu digo que a Mercedes continuará a dominar", acrescentou.

Próximo artigo
Renault crê que chegar a acordo sobre teto de gastos é urgente para F1

Artigo anterior

Renault crê que chegar a acordo sobre teto de gastos é urgente para F1

Próximo artigo

McLaren ameaça sair da F1 se categoria não for “financeiramente viável”

McLaren ameaça sair da F1 se categoria não for “financeiramente viável”
Carregar comentários