Chefe da Ferrari: missão só estará completa com título

Maurizio Arrivabene comemora evolução na temporada, mas quer mais em 2016

Chefe da Ferrari: missão só estará completa com título
Sebastian Vettel, Ferrari SF15-T
Kimi Raikkonen, Ferrari SF15-T
Carregar reprodutor de áudio

As três vitórias de Sebastian Vettel na temporada deixaram o chefe de equipe da Ferrari, Maurizio Arrivabene, parcialmente satisfeito com 2015. No começo do ano, o dirigente colocou a meta de duas vitórias, mas disse que andaria descalço por Maranello se chegasse a quatro. Faltou uma para completar com louvor o plano, que tem como objetivo máximo o título do Mundial de Pilotos.  

“Quando você não está ganhando o campeonato, você não pode dizer que a missão está completa”, argumentou Arrivabene, que projeta um 2016 mais próximo – se não superior – à Mercedes. Neste ano, a Ferrari foi a única a quebrar a supremacia da equipe com vitórias na Malásia, Hungria e Cingapura.

“Nós tivemos um início de ano que deixou a nossa missão bastante difícil, e eu acho que subimos a montanha. Eu estaria mais feliz se chegasse no topo, mas está bom por enquanto. Como eu disse antes, eu tenho que agradecer a todos os caras (da Ferrari) porque eles estão fazendo  um trabalho incrível”, completou.

Na próxima temporada a Ferrari mais uma vez será representada por Vettel e Kimi Raikkonen. Enquanto o alemão brilhou com três vitórias, o finlandês teve um ano irregular e tentará quebrar o jejum em 2016.

compartilhar
comentários
 Globo perde de novo em audiência da Record com F1
Artigo anterior

Globo perde de novo em audiência da Record com F1

Próximo artigo

Mercedes: Ferrari teve mérito em questão de túnel de vento

Mercedes: Ferrari teve mérito em questão de túnel de vento