Chefe: gesto feito por Hamilton fez Gutierrez ser punido

Gunther Steiner crê que outros pilotos tenham segurado Hamilton por muito mais tempo, mas não foram investigados pela direção de prova

Chefe: gesto feito por Hamilton fez Gutierrez ser punido
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Guenther Steiner, Haas F1 Team Principal
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team

O gesto obsceno feito por Lewis Hamilton a Esteban Gutierrez durante o GP da Hungria do último domingo deu o que falar. Mas ficou pior para o mexicano, que, por ter ignorado bandeiras azuis segundo a direção de provas, tomou uma punição de cinco segundo no tempo final de prova.

O chefe da equipe de Gutierrez, Gunther Steiner, criticou a FIA pela punição. Para ele, seu piloto só foi punido pelo dedo médio mostrado por Hamilton.

"Eu não sei sobre o que ele estava irritado, porque não mantivemos ele atrás por muito tempo", Steiner disse.

"Esteban foi penalizado com cinco segundos e nós ainda precisamos verificar os dados e o tempo, mas eu acho que os cinco segundos foram dados por conta do gesto, não porque ele estava segurando ele.”

"Acho que o resultado de Lewis não foi alterado no processo, então isso foi necessário? Talvez não, mas acontece. Para mim, os cinco segundos foram dadas por causa do gesto."

"Temos que verificar o tempo e vamos fazer uma avaliação adequada, para ver por quanto tempo as outras pessoas ignoraram bandeiras azuis e comparar tudo com quanto tempo ele ficou na frente de Hamilton para ver.”

“Talvez alguém tenha ignorado mais, mas Lewis Hamilton não lhes deu nenhum gesto, talvez por isso a pessoa não tenha sido penalizada.”

compartilhar
comentários
Equipes pedem mais clareza na aplicação das regras
Artigo anterior

Equipes pedem mais clareza na aplicação das regras

Próximo artigo

GP da Alemanha deve ser realizado sem chuva

GP da Alemanha deve ser realizado sem chuva
Carregar comentários