Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Corrida em
06 Horas
:
46 Minutos
:
52 Segundos
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
10 dias

Confiabilidade da Honda foi “completamente diferente” em 2018

compartilhar
comentários
Confiabilidade da Honda foi “completamente diferente” em 2018
Por:
30 de dez de 2018 17:02

Fabricante celebra nível "confortável" de confiabilidade após anos difíceis com a McLaren

A Honda fez uma parceria com a Toro Rosso para 2018 e marcou mais pontos com a equipe júnior da Red Bull do que conseguiu em dois de seus três anos com a McLaren. Esse esforço incluiu um quarto lugar no Bahrein – o melhor resultado da Honda desde que voltou ao grid da F1 em 2015. E seus picos de desempenho vieram com maior confiabilidade também.

Depois de nove abandonos relacionados à Honda com a McLaren em 2017, os pilotos da Toro Rosso – Pierre Gasly e Brendon Hartley – só tiveram três abandonos ligados à Honda nesta temporada.

"Foi muito difícil definir expectativas para esta temporada no início deste ano porque tínhamos um novo parceiro", disse o diretor técnico da Honda, Toyoharu Tanabe, ao Motorsport.com.

“Tivemos muitas falhas e problemas nos últimos anos. Na unidade de energia, nossa primeira prioridade foi a confiabilidade para esta temporada. E claro, desempenho. Estamos confortáveis ​​com a confiabilidade da unidade. Foi completamente diferente dos anos anteriores.”

A Honda sofreu um revés de confiabilidade na primeira corrida, quando o motor de combustão interna da Gasly foi danificado por um problema com o turbo e o MGU-H.

No entanto, este era um problema conhecido, porque a Honda havia iniciado a temporada com um MGU-H de 2017 e só poderia apresentar sua versão 2018 para a corrida seguinte no Bahrein.

A Honda ficou sem problemas até o final da temporada, o que ajudou a ganhar a confiança da Red Bull e convencer a equipe a usar seus motores na próxima temporada.

Gasly sofreu falhas de motor na classificação e na corrida em Abu Dhabi, que se seguiram a uma série de mudanças nos motores de ambos os carros após a introdução do motor de terceira especificação da Honda.

O motor atualizado teve alguns problemas iniciais quando fez sua estréia, mas a Red Bull e a Toro Rosso assumiram a responsabilidade pela enxurrada de mudanças no final do ano, citando a necessidade de a Honda experimentar para resolver problemas.

"Você pode fazer muitos testes no dinamômetro, mas nunca criará a mesma oscilação, você nunca descobrirá a dirigibilidade específica real da unidade de potência", disse o chefe da equipe Toro Rosso, Franz Tost, ao Motorsport.com.

“Portanto, estávamos pressionando por novas especificações no final da temporada. Não foi necessário mudar o motor no México ou em Austin, mas estávamos pressionando para isso.

“A Honda desenvolveu algo e queríamos saber como era esse novo desenvolvimento. Como se encaixa no carro e como eram as oscilações.”

Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR13

Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR13

Photo by: Simon Galloway / Sutton Images

Próximo artigo
Brawn: Hamilton mudou referência na F1 como Senna e Schumacher

Artigo anterior

Brawn: Hamilton mudou referência na F1 como Senna e Schumacher

Próximo artigo

Todt diz que “valeu a pena” ter lutado pela introdução do halo

Todt diz que “valeu a pena” ter lutado pela introdução do halo
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Toro Rosso Compre Agora
Autor Scott Mitchell