Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
27 dias
06 mai
Próximo evento em
69 dias
20 mai
Próximo evento em
83 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
97 dias
10 jun
Próximo evento em
104 dias
24 jun
Próximo evento em
118 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
125 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
139 dias
29 jul
Próximo evento em
153 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
181 dias
02 set
Próximo evento em
188 dias
09 set
Próximo evento em
195 dias
23 set
Próximo evento em
209 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
216 dias
07 out
Próximo evento em
223 dias
21 out
Próximo evento em
237 dias
28 out
Próximo evento em
244 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
280 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
289 dias

Conheça os novos investidores da McLaren na Fórmula 1

Equipe de Woking encerrou uma turbulenta temporada de 2020 em alta, ao conquistar o terceiro lugar no campeonato de construtores de Fórmula 1, seu melhor resultado desde 2012

compartilhar
comentários
Conheça os novos investidores da McLaren na Fórmula 1

Com a estagnação da era Honda agora muito para trás, a McLaren tem melhorado nos últimos tempos e recebeu outro impulso no domingo, antes mesmo de bater a Racing Point na corrida pelo terceiro lugar no campeonato de construtores da Fórmula 1.

Foi anunciado que um consórcio liderado por um grupo de investimento americano chamado MSP Sports Capital adquiriu uma participação inicial de 15% na McLaren Racing - potencialmente aumentando para 33% - por £ 185 milhões (R$ 1,2 bilhão).

Foi um momento significativo para a McLaren Racing, chegando ao final de um ano que viu o grupo mais amplo ser duramente atingido pelo impacto da pandemia da COVID-19 e aponta para um futuro incrivelmente promissor.

Leia também:

Mas quem são os novos investidores da McLaren, MSP Sports Capital?

A MSP Sports Capital foi formada em 2019 como uma nova parceria entre Jeff Moorad, Jahm Najafi, Arne Rees e Steve Wasserman, que estão listados como os quatro sócios da empresa em seu site oficial. Sua missão é “investir em equipes, ligas e negócios esportivos profissionais no ecossistema esportivo que buscam tarefas ambiciosas e desafiadoras”.

Apesar da relativa juventude da empresa, a experiência por trás dela é considerável. Moorad começou como agente de jogadores na década de 1980 e se tornou um grande investidor do esporte norte-americano. Ele se tornou um acionista e CEO do time de beisebol Arizona Diamondbacks em 2004 antes de liderar a compra do San Diego Padres em 2009. Os Padres foram vendidos por mais de 800 milhões de dólares três anos depois.

Além de sócio da MSP Sports Capital, Jahm Najafi dirige a The Najafi Companies, que fazia parte do consórcio contemplado no negócio. Najafi também tem uma vasta experiência em investimentos dentro e fora dos esportes. Ele está envolvido na NBA (Associação de Basquete Americana), tendo uma participação no time de basquete Phoenix Suns.

Moorad já se envolveu no automobilismo, comprando a equipe da Nascar Hall of Fame Racing em 2007 junto com Tom Garfinkel, que agora está envolvido no projeto do GP de Miami como executivo-chefe do Miami Dolphins. Por meio da NASCAR, Moorad conheceu o agora CEO da McLaren Racing, Zak Brown, estabelecendo as bases para o novo investimento.

“Fui convidado para a corrida do Bahrein em março de 2019 e compareci como convidado do Mumtalakat [fundo soberano do Bahrein] e, durante uma reunião, fui questionado se estaria interessado em ver Zak”, lembrou Moorad.

“Eu conhecia Zak, interagia com ele quando era proprietário de uma equipe da NASCAR alguns anos antes. Eu disse que sim, gostaria de estar junto a Zak novamente. Isso acabou começando essa jornada, para ser franco.”

“Zak apresentou Jahm e eu ao Sheikh Mohammed durante seu tempo como presidente da McLaren, e conheceu Mohammed, o que foi um prazer, visitá-lo separadamente em outra visita ao Bahrein e em algumas viagens a Londres.”

“Então, quando [o presidente executivo] Paul Walsh entrou no conselho, Zak recomendou que Jahm e eu estabelecêssemos uma ligação com Paul um dia.”

“Passei um tempo com o Paul, mais tempo com o Zak, por videochamada, e decidi que poderia haver um acordo ou uma parceria que poderia evoluir. Então começamos a sonhar naquele ponto com o que poderíamos montar juntos.”

Equipe McLaren comemora terceira posição no campeonato de construtores

Equipe McLaren comemora terceira posição no campeonato de construtores

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

A MSP Sports Capital está interessada em entrar na F1 há algum tempo. Moorad confirmou que houve conversas com a Force India durante seus procedimentos administrativos em 2018, atuando como uma introdução ao mundo da F1.

“Foi uma boa educação para nós, francamente, em retrospecto, em conhecer um pouco o esporte”, disse Moorad.

“Tínhamos um interesse muito menos sério na Williams, mas certamente demos uma olhada. Eu não acho que poderíamos ter ficado mais satisfeitos com o resultado.”

“Depois que nossas discussões começaram a sério com Paul e Zak, não olhamos para trás. Esta era a equipe na qual estávamos interessados.”

“Se havia um caminho para criar um relacionamento e uma parceria com a McLaren, de longe essa foi nossa primeira escolha, então estamos muito satisfeitos.”

Para McLaren e Brown, o investimento chega em um momento em que as estrelas parecem estar se alinhando em Woking. As unidades de força da Mercedes estão a caminho no próximo ano, assim como um limite de orçamento, e com planos de investir em recursos como um novo túnel de vento para tornar a McLaren uma equipe importante na F1 mais uma vez, os blocos de construção estão lentamente entrando em ação.

“Se você olhar o que a Liberty reuniu, com a distribuição de receita, a governança, as regras técnicas, mas do ponto de vista fiscal, o limite de custo, agora tenho e agora temos um plano de negócios e uma trajetória para a lucratividade”, disse Brown.

“Acho que antes do limite de custo, esse cenário não era viável, então agora temos um plano que nos dá a oportunidade de voltar para a frente do grid e, com sorte, o degrau mais alto do pódio, enquanto estamos ao mesmo tempo, tendo uma trajetória rumo à lucratividade.”

Mclaren na pista do Bahrain, Carlos Sainz Jr., McLaren MCL35 Lando Norris, McLaren MCL35, Zak Brown, CEO, McLaren Racing e Andreas Seidl, chefe de equipe, McLaren

Mclaren na pista do Bahrain, Carlos Sainz Jr., McLaren MCL35 Lando Norris, McLaren MCL35, Zak Brown, CEO, McLaren Racing e Andreas Seidl, chefe de equipe, McLaren

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

Dar às equipes valor de franquia e torná-las oportunidades de investimento atraentes tem feito parte do plano da Liberty Media desde a aquisição da F1 em janeiro de 2017, liderada por Greg Maffei e Chase Carey. Para Brown, o investimento da MSP é a prova de que está funcionando.

“A F1 é quem pode gastar mais e quem pode perder economicamente, o que não é um modelo de franquia muito atraente no final do dia”, disse Brown.

“Se você olhar para a avaliação dos times da NBA, times da Premier League, times da Major League Baseball, eles crescem significativamente para os acionistas. O que a Liberty viu quando adquiriu a F1, foi a oportunidade de mudar o esporte para criar valor de franquia para equipes de corrida para atrair investimentos como a MSP.”

“O MSP vindo e investindo na McLaren também valida o plano de negócios de Chase e o investimento de Greg no esporte, daquilo que ele pensava ser capaz. Hoje é um endosso de onde eles definiram o esporte para o futuro.”

É um endosso da F1, mas também da McLaren. A filosofia da MSP Sports Capital coloca um grande foco em ter as pessoas certas nos lugares certos e em contar com uma rede trabalhando em conjunto. Para Najafi, a McLaren proporcionou uma excelente oportunidade para capitalizar sobre as pessoas já estabelecidas.

“Em mais de 35 anos de minha carreira de investimento, raramente encontrei uma combinação do time certo na liga certa com as pessoas certas”, disse Najafi.

“McLaren Racing é exatamente isso. Sob a orientação geral de Greg, Chase e Stefano [Domenicali] para a F1, e sua visão geral do que planejam realizar no futuro para a F1 e, claro, para a própria McLaren, Paul, Zak e Andreas são uma grande equipe de indivíduos em quem realmente acreditamos.”

“É tão raro encontrar os indivíduos e pessoas certas em situação semelhante para nos associarmos que não tivemos escolha a não ser garantir que faríamos esse investimento e nos associaríamos a eles.”

“Isso é muito emocionante para nós. Acreditamos na visão geral que Zak tem da equipe e estamos entusiasmados com a indicação de apoiar sua estratégia geral de garantir que ela continue a ser competitiva e em um futuro não muito distante, ganhando um campeonato”.

Carlos Sainz Jr., McLaren MCL35, cruza a linha de chegada e recebe a bandeirada

Carlos Sainz Jr., McLaren MCL35, cruza a linha de chegada e recebe a bandeirada

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

VEJA como está a DANÇA das cadeiras após saída de Kvyat e chegada de Tsunoda

 

Bottas: Ser segundo no campeonato "não pode ser tão satisfatório"

Artigo anterior

Bottas: Ser segundo no campeonato "não pode ser tão satisfatório"

Próximo artigo

F1 confirma acordo com São Paulo para os próximos cinco anos

F1 confirma acordo com São Paulo para os próximos cinco anos
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren
Autor Luke Smith