Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Grid com seis carros, 500 Milhas e pistas variadas: curiosidades da F1 nos EUA

compartilhar
comentários
Grid com seis carros, 500 Milhas e pistas variadas: curiosidades da F1 nos EUA
1 de nov de 2019 10:19

País que pode dar hexacampeonato a Lewis Hamilton já rendeu primeiro título a Nelson Piquet e triunfos de Ayrton Senna

Os Estados Unidos é um local em que a Fórmula 1 sempre buscou ter maior sucesso, desde os tempos de Bernie Ecclestone no comando da categoria. As esperanças aumentaram ainda mais quando uma companhia norte-americana ficou no controle, a Liberty Media. Agora, há a possibilidade da realização do GP de Miami, que planeja entrar em 2021.

Mas se engana quem acha que a F1 nunca esteve mais de uma vez em uma mesma temporada nos Estados Unidos. Os casos são diversos, desde a época das 500 Milhas de Indianápolis até os anos 1970 e 1980 em que até três provas foram realizadas no país.

Leia também:

Confira as principais curiosidades do GP dos EUA

Galeria
Lista

Dez pistas já foram palco da Fórmula 1 nos EUA: Como GP dos EUA, a F1 já foi a Austin, Indianápolis, Phoenix, Watkins Glen, Riverside e Sebring. A categoria também já correu em Dallas, Detroit, Las Vegas e Long Beach (foto).

Dez pistas já foram palco da Fórmula 1 nos EUA: Como GP dos EUA, a F1 já foi a Austin, Indianápolis, Phoenix, Watkins Glen, Riverside e Sebring. A categoria também já correu em Dallas, Detroit, Las Vegas e Long Beach (foto).
1/12

Foto de: LAT Images

Dentro do mundial de F1, sem contar o período em que as 500 Milhas de Indianápolis faziam parte do calendário, o GP dos Estados Unidos está presente desde 1959, com períodos ausentes de 1981 a 1988, 1992 a 1999 e entre 2008 e 2011.

Dentro do mundial de F1, sem contar o período em que as 500 Milhas de Indianápolis faziam parte do calendário, o GP dos Estados Unidos está presente desde 1959, com períodos ausentes de 1981 a 1988, 1992 a 1999 e entre 2008 e 2011.
2/12

Foto de: Sutton Motorsport Images

Você não leu errado no slide anterior, de 1950 a 1960 as 500 Milhas de Indianápolis fizeram parte do calendário da F1.

Você não leu errado no slide anterior, de 1950 a 1960 as 500 Milhas de Indianápolis fizeram parte do calendário da F1.
3/12

Foto de: IndyCar Series

Lewis Hamilton é o maior vencedor da história do GP dos Estados Unidos, com seis triunfos. Em 2017, ele ultrapassou Michael Schumacher, antigo recordista.

Lewis Hamilton é o maior vencedor da história do GP dos Estados Unidos, com seis triunfos. Em 2017, ele ultrapassou Michael Schumacher, antigo recordista.
4/12

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Ayrton Senna é o maior vencedor nos Estados Unidos, com três vitórias em Detroit (1986, 1987 e 1988) e em Phoenix duas vezes (1990 e 1991). Nelson Piquet venceu em 1980 em Long Beach, seu primeiro triunfo na F1, e em Detroit em 1984.

Ayrton Senna é o maior vencedor nos Estados Unidos, com três vitórias em Detroit (1986, 1987 e 1988) e em Phoenix duas vezes (1990 e 1991). Nelson Piquet venceu em 1980 em Long Beach, seu primeiro triunfo na F1, e em Detroit em 1984.
5/12

Foto de: LAT Images

Apesar de não ter vencido em 1981, Nelson Piquet foi campeão após o quarto lugar no GP de Las Vegas.

Apesar de não ter vencido em 1981, Nelson Piquet foi campeão após o quarto lugar no GP de Las Vegas.
6/12

Foto de: Sutton Motorsport Images

Rubens Barrichello e Michael Schumacher protagonizaram uma das chegadas mais próximas da história, com 0s011, em 2002.

Rubens Barrichello e Michael Schumacher protagonizaram uma das chegadas mais próximas da história, com 0s011, em 2002.
7/12

Foto de: XPB Images

A última corrida disputada em Long Beach foi em 1983. A prova foi histórica, já que marcou a pior posição de um vencedor na história da F1. John Wason saiu de 22º e venceu a prova.

A última corrida disputada em Long Beach foi em 1983. A prova foi histórica, já que marcou a pior posição de um vencedor na história da F1. John Wason saiu de 22º e venceu a prova.
8/12

Foto de: LAT Images

Em 2005, a F1 viveu um de seus momentos mais complicados, quando a Michelin, após acidentes nos treinos, recomendou que suas equipes não participassem da prova devido à falta de certeza da segurança de seus compostos. Apenas seis carros, os de Ferrari, Minardi e Jordan/Toyota correram.

Em 2005, a F1 viveu um de seus momentos mais complicados, quando a Michelin, após acidentes nos treinos, recomendou que suas equipes não participassem da prova devido à falta de certeza da segurança de seus compostos. Apenas seis carros, os de Ferrari, Minardi e Jordan/Toyota correram.
9/12

Foto de: XPB Images

Michael Schumacher foi o vencedor, com Rubens Barrichello na segunda aposição e o português Tiago Monteiro fechou o pódio.

Michael Schumacher foi o vencedor, com Rubens Barrichello na segunda aposição e o português Tiago Monteiro fechou o pódio.
10/12

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Em 1986, no GP de Detroit, um dia depois da eliminação do Brasil na Copa do México para a França, Ayrton Senna levou pela primeira vez a bandeira do Brasil após uma vitória.

Em 1986, no GP de Detroit, um dia depois da eliminação do Brasil na Copa do México para a França, Ayrton Senna levou pela primeira vez a bandeira do Brasil após uma vitória.
11/12

Foto de: LAT Images

O gesto foi imortalizado nos anos seguintes.

 O gesto foi imortalizado nos anos seguintes.
12/12

Foto de: Sutton Motorsport Images

Próximo artigo
GALERIA/VÍDEOS: Veja como foi a experiência dos pilotos da Haas F1 em carro da NASCAR

Artigo anterior

GALERIA/VÍDEOS: Veja como foi a experiência dos pilotos da Haas F1 em carro da NASCAR

Próximo artigo

Ferrari não descarta usar direito de veto às novas regras da F1 para 2021

Ferrari não descarta usar direito de veto às novas regras da F1 para 2021
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1