Os desafios de Hungaroring: prévia técnica do GP da Hungria

A F1 faz sua última etapa antes das férias de agosto no travado circuito de Hungaroring. Confira quais são os principais aspectos técnicos da prova deste domingo!

Os desafios de Hungaroring: prévia técnica do GP da Hungria
Carregar reprodutor de áudio
Palco da 11ª etapa de 2017, Hungaroring, perto de Budapeste, está presente no calendário da F1 desde 1986.
Palco da 11ª etapa de 2017, Hungaroring, perto de Budapeste, está presente no calendário da F1 desde 1986.
1/11

Foto de: XPB Images

Desde a primeira edição do GP da Hungria, a pista já passou por algumas modificações. A versão atual tem 4,381 km, uma das mais curtas e lentas de toda a temporada.
Desde a primeira edição do GP da Hungria, a pista já passou por algumas modificações. A versão atual tem 4,381 km, uma das mais curtas e lentas de toda a temporada.
2/11
Hungaroring conta com 14 curvas: oito para direita, seis para a esquerda. A prova terá 70 voltas, ou 360 km de duração.
Hungaroring conta com 14 curvas: oito para direita, seis para a esquerda. A prova terá 70 voltas, ou 360 km de duração.
3/11

Foto de: XPB Images

A pista tem um complexo de curvas travadas ao qual alguns pilotos comparam com um kartódromo. Por isso, o circuito tem uma baixa média de velocidade, estimada em 195 km/h, o que exige grande pressão aerodinâmica dos carros.
A pista tem um complexo de curvas travadas ao qual alguns pilotos comparam com um kartódromo. Por isso, o circuito tem uma baixa média de velocidade, estimada em 195 km/h, o que exige grande pressão aerodinâmica dos carros.
4/11

Foto de: XPB Images

A maior reta de Hungaroring é a dos boxes, com exatamente 923 metros de extensão.
A maior reta de Hungaroring é a dos boxes, com exatamente 923 metros de extensão.
5/11

Foto de: Ferrari

A pista conta com duas zonas de DRS para facilitar ultrapassagens: na reta principal e logo após à Curva 1. O ponto de detecção é apenas um, situado antes da última curva do traçado.
A pista conta com duas zonas de DRS para facilitar ultrapassagens: na reta principal e logo após à Curva 1. O ponto de detecção é apenas um, situado antes da última curva do traçado.
6/11

Foto de: XPB Images

Ao todo, os pilotos passam cerca de 45% da volta com o acelerador cravado.
Ao todo, os pilotos passam cerca de 45% da volta com o acelerador cravado.
7/11

Foto de: XPB Images

O sobe e desce de velocidade faz com que o acionamento do câmbio seja constante. Ao todo, são 58 trocas de marcha por volta.
O sobe e desce de velocidade faz com que o acionamento do câmbio seja constante. Ao todo, são 58 trocas de marcha por volta.
8/11

Foto de: XPB Images

Os freios são mais exigidos em apenas dois pontos: na Curva 1 e na Curva 12. No geral, a exigência nos freios é considerada média.
Os freios são mais exigidos em apenas dois pontos: na Curva 1 e na Curva 12. No geral, a exigência nos freios é considerada média.
9/11

Foto de: XPB Images

Hungaroring já sediou muitas corridas quentes, com alto desgaste de pneus. Desta vez, o compostos que serão utilizados serão os supermacios, os macios e os médios – com expectativa de dois pitstops no domingo.
Hungaroring já sediou muitas corridas quentes, com alto desgaste de pneus. Desta vez, o compostos que serão utilizados serão os supermacios, os macios e os médios – com expectativa de dois pitstops no domingo.
10/11

Foto de: XPB Images

Deve fazer calor em Hungaroring durante o fim de semana. A previsão indica sol e com nuvens para as atividades, com temperatura máxima de 32º C.
Deve fazer calor em Hungaroring durante o fim de semana. A previsão indica sol e com nuvens para as atividades, com temperatura máxima de 32º C.
11/11

Foto de: XPB Images

compartilhar
comentários
Kubica não é candidato a vaga em 2017, insiste Renault
Artigo anterior

Kubica não é candidato a vaga em 2017, insiste Renault

Próximo artigo

De saída, Ron Dennis pode levar 13 carros da McLaren

De saída, Ron Dennis pode levar 13 carros da McLaren