Fórmula 1
07 ago
Corrida em
08 Horas
:
20 Minutos
:
59 Segundos
04 set
Próximo evento em
25 dias
R
GP da Toscana
11 set
Próximo evento em
32 dias
R
GP de Singapura
17 set
Canceled
R
GP da Rússia
25 set
Próximo evento em
46 dias
R
GP do Japão
08 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
Canceled
R
GP do México
30 out
Canceled
R
GP do Brasil
13 nov
Canceled
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
Próximo evento em
109 dias

Ecclestone responde Hamilton e diz que ‘não-brancos’ recebem as mesmas oportunidades na F1

compartilhar
comentários
Ecclestone responde Hamilton e diz que ‘não-brancos’ recebem as mesmas oportunidades na F1
23 de jul de 2020 19:04

Ex-chefão da Fórmula 1 rebateu críticas de Lewis Hamilton, que o chamou de “ignorante e mal-educado” no final do mês passado

Bernie Ecclestone respondeu a crítica de Lewis Hamilton, na qual o piloto inglês chamou Ecclestone de ignorante e mal-educado. O comentário de Hamilton veio após o ex-chefão da Fórmula 1 dizer que “em muitos casos, os negros são mais racistas que os brancos”.

Em entrevista ao jornal Daily Mail, Ecclestone afirmou que pessoas que não são brancas recebem as mesmas oportunidades das equipes da categoria.

Leia também:

"Lewis poderia começar conscientizando as pessoas de que aqueles que não são brancos são empregados por equipes e são dados as mesmas oportunidades", disse Ecclestone, de 89 anos, ao jornal inglês.

“Lewis, você afirma que sou ignorante e sem instrução. Eu tenho o mesmo nível de escolaridade que você. Pelo menos eu tinha um motivo, eu estava na escola durante a última guerra, nem sempre nas melhores condições”, completou.

Ecclestone também disse que o piloto inglês tem sorte porque, segundo ele, a Fórmula 1 talvez não “fosse o local que era para você se beneficiar” caso tivesse sido educado adequadamente. “Também me saí bem, mas estava ganhando dinheiro antes de entrar na Fórmula 1”, completou.

“Quando você ganhar outro campeonato, será pelo seu talento e por estar no lugar certo e no momento certo. Assim como as pessoas de mais sucesso, você teve um pouco de sorte e trabalhou duro. Mas você é um piloto especial e uma pessoa especial”.

“Não pense sobre qual é a sua cor de pele; pense em que cor sua mente é. Somos todos humanos com os mesmos movimentos. Devemos pensar da mesma maneira. Não inveje os outros. Basta melhorar e acompanhar. Todos nós temos algo diferente dos outros”.

Em tentativa de mostrar seus sentimentos pelos negros, o ex-chefão da Fórmula 1 disse que tirou a categoria da África do Sul depois que um branco matou um jornalista negro no país. “Todos nascemos da mesma maneira e é assim que devemos viver. Quanto aos meus sentimentos pela nossa sociedade negra, tirei a F1 da África do Sul depois que um sul-africano branco matou um jornalista negro por causa de seus comentários”, disse o ex-mandatário.

Ecclestone ainda afirmou que foi “semi-preso” pela polícia ao ajudar um uma pessoa negra. “Em um final de semana de corrida, me deram um carro e um motorista. Eu estava no carro com Jochen Rindt, o piloto de F1, a caminho do circuito. Uma pessoa negra estava andando na estrada e o motorista branco abriu a janela do carro e, com um cano, bateu na pessoa negra e a fez andar ao lado da estrada”, disse Ecclestone.

“Eu gritei para o motorista parar o carro. Jochen e eu tiramos o motorista, colocamos a pessoa negra no carro e dirigimos para algum lugar onde fosse OK para nosso novo passageiro sair com segurança. Eu fui ‘semi-preso’ pela polícia. Expliquei os fatos da vida a eles, os quais eles não queriam entender. Foi assim que aconteceu.”

“Eu tive vários outros incidentes assim. A vida não é justa. Precisamos educar a geração mais jovem”, completou Ecclestone.

Foto 'viralizada' de Norris ilustra como McLaren saiu do buraco na F1; Ricardo Penteado explica

PODCAST: O debate de fãs e 'haters' sobre domínio de Hamilton

 

Primeiro negro a pilotar carro de F1 diz que diversidade na categoria está “anos-luz à frente dos EUA”

Artigo anterior

Primeiro negro a pilotar carro de F1 diz que diversidade na categoria está “anos-luz à frente dos EUA”

Próximo artigo

McLaren deve voltar a ter patrocínio de icônica marca Gulf Oil

McLaren deve voltar a ter patrocínio de icônica marca Gulf Oil
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1