Em 3º, Vettel fala em “desvantagem grande” para Mercedes

Piloto da Ferrari diz que foi ao limite na última curva em tentativa no Q3 e ficou feliz por não ser punido

Em 3º, Vettel fala em “desvantagem grande” para Mercedes
Qualifying top three in parc ferme (L to R): second place Nico Rosberg, Mercedes AMG F1; Pole position Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1; third place Sebastian Vettel, Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H
Sebastian Vettel, Ferrari in parc ferme
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H
Carregar reprodutor de áudio

Mesmo sem o melhor carro, Sebastian Vettel se animou com o terceiro lugar no grid conquistado para o GP da Itália deste final de semana. O piloto alemão e seu companheiro Kimi Raikkonen fecharam a segunda fila do grid neste sábado (3).

Vettel, que havia errado em sua primeira volta no Q3, ficou satisfeito com o trabalho, apesar de quase ter tido sua segunda volta invalidada após sair da pista na Parabólica com as quatro rodas do carro.

“Primeiro de tudo, não fiquei feliz com minha primeira volta no Q3. Perdi um pouco de ritmo, mas consegui melhorar”, iniciou Vettel.

“Tive uma boa volta, fomos no limite na última curva, acho que aceleramos um pouco cedo. Não tive um grande primeiro setor, acabei perdendo comparando com minha volta no Q2. Melhorei nos dois últimos setores e conseguimos a segunda fila."  

"Como equipe não estamos muito felizes, porque a desvantagem é muito grande, mas ninguém sabe o que pode acontecer amanhã.”

Vettel também saudou os fãs da Ferrari, que encheram as arquibancadas de Monza.  “No ano passado já foi muito bom, mas é ótimo ver os fãs levantando aqui. O apoio que temos por aqui é grande. Agradeço muito a todos na pista. Espero que possamos dar algo a eles amanhã.”

compartilhar
comentários
Hamilton: nunca me imaginei ao lado de Senna e Fangio
Artigo anterior

Hamilton: nunca me imaginei ao lado de Senna e Fangio

Próximo artigo

Campeão em 2009, Button tira ano sabático da F1 em 2017

Campeão em 2009, Button tira ano sabático da F1 em 2017