Em depoimento, ex-banqueiro confirma ter recebido suborno de Bernie Ecclestone

Gerhard Gribkowsky, que está preso na Alemanha, é testemunha no julgamento do chefão da F1

Em depoimento, ex-banqueiro confirma ter recebido suborno de Bernie Ecclestone
Carregar reprodutor de áudio
O ex-banqueiro Gerhard Gribkowsky confirmou na terça-feira, em depoimento na Alta Corte de Munique, que recebeu sim um suborno de 44 milhões dólares feito por Bernie Ecclestone em 2005, quando a CVC, empresa ligada a Bernie, adquiriu mais 47% dos direitos da F1 que pertenciam ao banco BayernLB.

Gribkowsky, que trabalhava para o BayernLB, facilitou a negociação e hoje cumpre pena de 8 anos e meio por corrupção, evasão fiscal e abuso de confiança. “Eu tive uma cenoura balançada na minha frente e peguei esta cenoura”, comparou o ex-banqueiro. Ele deixou claro que recebeu o dinheiro diretamente de Bernie Ecclestone.

“A oferta veio claramente dele (Bernie). E eu a aceitei”, confirmou Gribkowsky.

[publicidade] A Alta Corte de Munique está julgando o chefão da F1, que, caso seja considerado culpado pelo suborno, pode pegar até 10 anos de prisão. Bernie Ecclestone confirma que deu dinheiro a Gribkowsky, mas alega que foi chantageado pelo ex-banqueiro. Fato negado Gribkowski, que assume ter espalhado boatos sobre a situação financeira de Bernie, mas garantindo que nunca o ameaçou.

Nesta quarta-feira, Gribkowski volta a participar do julgamento na Alta Corte de Munique como testemunha e deverá ser interrogado por Sven Thomas, advogado de Ecclestone.
compartilhar
comentários
Red Bull e Horner rechaçam rumores sobre Adrian Newey na Ferrari
Artigo anterior

Red Bull e Horner rechaçam rumores sobre Adrian Newey na Ferrari

Próximo artigo

Em dia marcado por teste bizarro da Mercedes, Lotus de Maldonado lidera

Em dia marcado por teste bizarro da Mercedes, Lotus de Maldonado lidera