Em julgamento, Di Resta reclama de pai de Hamilton: mau empresário

Piloto diz que Anthony Hamilton não o ajudou a conseguir uma vaga em 2009, embora tivesse condições para isso

Em julgamento, Di Resta reclama de pai de Hamilton: mau empresário

Continua em andamento na corte de Londres o julgamento do piloto Paul di Resta em processo movido por seu ex-empresário Anthony Hamilton, pai de Lewis Hamilton. Anthony acusa Di Resta de quebra ilegal de contrato, mas o piloto escocês se defende dizendo que, entre outras coisas, o pai de Lewis não foi um bom empresário.

“Anthony tinha uma boa reputação na F1 e poderia ter me ajudado a conseguir um lugar na categoria em 2009”, disse Di Resta, que se juntou ao empresário em 2008, mas só conseguiu um lugar de piloto reserva no ano de 2010. “Eu tinha muita vontade de estar na categoria em 2009, mas Anthony não realizou tudo o que poderia. E disse que eu não era bom o suficiente. A partir daí assumimos que ele não queria trabalhar para nós”, reclamou o piloto, segundo o jornal Harald Scotland.

Além de dizer que Anthony não foi um bom empresário, Di Resta justifica a quebra do contrato acusando o pai de Lewis Hamilton de sumiço de provas e de o enganar em contrato fechado com a empresa Go Fast. Di Resta demitiu Anthony Hamilton em 2012. 

compartilhar
comentários
GP da Malásia é eleito o mais marcante da temporada

Artigo anterior

GP da Malásia é eleito o mais marcante da temporada

Próximo artigo

Capacete de Vettel bate peça de Senna e é leiloado por preço recorde

Capacete de Vettel bate peça de Senna e é leiloado por preço recorde
Carregar comentários