Engenheira que representou Mercedes do GP da Estíria é a nona mulher a subir no pódio da F1; veja lista completa

compartilhar
comentários
Engenheira que representou Mercedes do GP da Estíria é a nona mulher a subir no pódio da F1; veja lista completa

Stephanie Travers, engenheira de combustíveis da Petronas, subiu ao pódio após vitória de Hamilton no GP da Estíria

No domingo, o GP da Estíria de Fórmula 1 foi marcado por um domínio de Lewis Hamilton e da Mercedes e, para o pódio, a montadora enviou como representante para receber o troféu de construtores a engenheira de combustíveis da Petronas, Stephanie Travers

Travers, que é responsável pelo controle de qualidade dos combustíveis e lubrificantes usados pela equipe ao longo do final de semana, chamou a atenção pelo fato de ter sido a primeira mulher negra a subir no pódio da F1.

Leia também:

Porém, em mais de mil etapas já realizadas na F1, a presença feminina no pódio é muito reduzida. Até hoje, elas estiveram presentes apenas como representantes das equipes para recolher o troféu de construtores da etapa e, mesmo assim, representam menos de 1% do total de aparições.

Essa trajetória feminina, porém, começou há 34 anos, como uma forma de homenagem a Sir Frank Williams, que se encontrava internado após o acidente que o deixou tetraplégico. Desde então, apenas outras oito mulheres receberam tal distinção. Veja a lista completa na galeria abaixo.

Galeria
Lista

Virginia "Ginny" Williams - GP da Grã-Bretanha, 1986

Virginia "Ginny" Williams - GP da Grã-Bretanha, 1986
1/9

Foto de: David Phipps

A primeira mulher a subir no pódio da F1 foi a esposa de Frank Williams e mãe de Claire. Ela foi receber o troféu de construtores pela equipe no GP da Grã-Bretanha, em Brands Hatch em 1986. Ela foi a representante porque Frank ainda estava internado após o acidente que o deixou tetraplégico.

Gill Jones - GP do Bahrein de 2013

Gill Jones - GP do Bahrein de 2013
2/9

Foto de: Sutton Motorsport Images

Passaram-se 27 anos antes que uma mulher voltasse a subir no pódio receber um troféu de construtores. O feito ficou com Gill Jones, chefe de operações eletrônicas da Red Bull, que representou a equipe no GP do Bahrein de 2013, após a vitória de Sebastian Vettel.

Kim Stevens - GP de Abu Dhabi de 2015

Kim Stevens - GP de Abu Dhabi de 2015
3/9

Foto de: XPB Images

Desde 2015, a presença de mulheres tem sido mais constante devido à Mercedes. Tudo começou no final da temporada daquele ano, quando a americana Kim Stevens, engenheira de aerodinâmica da montadora alemã, subiu ao pódio representando a equipe no GP de Abu Dhabi

Victoria Vowles - GP dos Estados Unidos de 2016

Victoria Vowles - GP dos Estados Unidos de 2016
4/9

Foto de: Pirelli

Menos de um ano depois, a Mercedes escolheu Victoria Vowles, diretora de serviços a parceiros da equipe, membro da área de marketing, como representante para recolher o troféu de construtores no GP dos Estados Unidos, após uma dobradinha da equipe, com Hamilton na frente

Marga Torres - GP do Canadá de 2019

Marga Torres - GP do Canadá de 2019
5/9

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Infelizmente, passaram-se quase três anos para que uma mulher voltasse a subir no pódio da F1. E foi a própria Mercedes que quebrou esse período, ao enviar a engenheira de motor do carro de Lewis Hamilton, Marga Torres, para receber o troféu após a polêmica vitória do hexacampeão no GP do Canadá de 2019, marcada pela punição a Sebastian Vettel

Hannah Schmitz - GP do Brasil de 2019

Hannah Schmitz - GP do Brasil de 2019
6/9

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

A partir do GP do Brasil do ano passado, as mulheres se tornaram presença constante nos pódios, estando presentes nas quatro corridas realizadas desde então. Quem abriu essa sequência foi a inglesa Hannah Schmitz, que atua como estrategista-sênior da Red Bull. Ela subiu ao pódio no GP do Brasil após a vitória de Max Verstappen

Britta Seeger - GP de Abu Dhabi de 2019

Britta Seeger - GP de Abu Dhabi de 2019
7/9

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Na etapa final da temporada 2019, Britta Seeger, membro da diretoria de vendas e marketing da montadora e da equipe de F1 foi receber o troféu de construtores no GP de Abu Dhabi após a vitória de Lewis Hamilton

Holly Chapman - GP da Áustria de 2020

Holly Chapman - GP da Áustria de 2020
8/9

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Nas duas vitórias da Mercedes até o momento, a equipe enviou apenas mulheres para receber os troféus de construtores. No GP da Áustria, que abriu a temporada com a vitória de Valtteri Bottas, a representante da equipe foi a engenheira responsável pelo motor do finlandês, Holly Chapman

Stephanie Travers - GP da Estíria de 2020

Stephanie Travers - GP da Estíria de 2020
9/9

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Na primeira vitória de Lewis Hamilton na temporada, a Mercedes enviou Stephanie Travers, engenheira de combustíveis da Petronas para receber o troféu. Stephanie, que é responsável pelo controle de qualidade dos combustíveis usados pela equipe em um final de semana, é também a primeira negra a subir no pódio da F1. Depois da cerimônia, ela disse que estava "muito feliz, porque era uma oportunidade única na vida"

RETA FINAL: Guerra entre Racing Point e Renault, Bottas renovado e participação de Igor Fraga

PODCAST Motorsport.com recebe Felipe Drugovich e fala da abertura da F1 2020

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Barrichello sobre polêmica da F1: "Mercedes não daria a cara a tapa pela Racing Point"

Artigo anterior

Barrichello sobre polêmica da F1: "Mercedes não daria a cara a tapa pela Racing Point"

Próximo artigo

F1 2020: Veja todos os horários do GP da Hungria neste fim de semana

F1 2020: Veja todos os horários do GP da Hungria neste fim de semana
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1