F1: Após "aula" em Montreal, Horner vê Verstappen "na melhor forma de sua carreira"

Mas chefe da Red Bull tem cautela quando questionado se o momento permite que a Red Bull fique mais confortável

F1: Após "aula" em Montreal, Horner vê Verstappen "na melhor forma de sua carreira"
Carregar reprodutor de áudio

Após conquistar a sexta vitória em nove corridas da temporada 2022 da Fórmula 1, o chefe da Red Bull, Christian Horner rasgou elogios a Max Verstappen, afirmando que o atual campeão está na melhor forma de sua carreira, após um triunfo que foi uma "aula" no GP do Canadá do último domingo.

O holandês saiu da pole position, mas estratégias diferentes de paradas entre ele e Carlos Sainz, da Ferrari, deixaram a disputa pela vitória aberta até o fim. Mas Verstappen soube segurar o espanhol até o fim, mesmo com o piloto da equipe italiana tendo feito sua segunda parada mais tarde, podendo aproveitar de pneus mais novos nas últimas voltas.

Leia também:

Com isso, Verstappen disparou na liderança do Mundial, abrindo 46 pontos para seu companheiro de equipe, Sergio Pérez, que abandonou no começo da prova, e 49 para Charles Leclerc da Ferrari.

Em entrevista ao site oficial da F1, Horner não poupou elogios ao piloto.

"Max foi dominante o fim de semana todo, e a quantidade de pressão que ele teve que lidar nas últimas 15 voltas após o safety car foi impressionante", disse. "Ele manteve a calma, e ainda tivemos um problema com o rádio. Acho que ele podia nos ouvir, mas nós não o ouvíamos".

"Mas o modo como ele gerenciou a corrida, como ele controlou o ritmo e os pneus, foi uma verdadeira aula".

Mas Horner usa de cautela quando questionado se a larga vantagem da Red Bull em ambos os Mundiais (são 76 pontos a mais que a Ferrari entre os Construtores) permite que a equipe se sinta confortável.

"Olha, temos que abordar uma corrida por vez; tivemos uma boa sequência e é ótimo irmos para Silverstone liderando ambos os Mundiais. Max está na melhor forma de sua carreira, e a equipe está fazendo um ótimo trabalho".

Porém, como aponta Horner, nem tudo foi festa em Montreal, com o britânico lamentando o abandono de Pérez.

"É muito desapontador que não tivemos Checo ali também hoje. Estamos vendo o campeonato mudando muito. Agora ele tem o mesmo número de abandonos de Max e precisamos lidar com isso. Mas ainda é cedo demais para excluir alguém da disputa. Ainda não chegamos nem na metade do caminho".

BASTIDORES no Canadá tiveram XILIQUE “TEATRAL”, ACUSAÇÕES e polícia com CÃES FAREJADORES na RBR

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #183 - O que Alonso poderia fazer hoje em carro de ponta da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Pérez revela que acidente no Canadá causou lesão no pescoço
Artigo anterior

F1: Pérez revela que acidente no Canadá causou lesão no pescoço

Próximo artigo

Ecclestone: "Quem apostar na Ferrari ou em Leclerc perderá dinheiro"

Ecclestone: "Quem apostar na Ferrari ou em Leclerc perderá dinheiro"