Bottas diz que "precisa de milagre" para alcançar Hamilton mas se recusa a jogar a toalha

compartilhar
comentários
Bottas diz que "precisa de milagre" para alcançar Hamilton mas se recusa a jogar a toalha
Por:
, Editor

Finlandês sai do final de semana 69 pontos atrás do companheiro de Mercedes, com 156 em jogo

Valtteri Bottas tentou manter o momento positivo criado com a vitória na Rússia, mas não somente não conseguiu repetir isso no GP de Eifel da Fórmula 1, como também o abandono o deixou a quase três corridas de distância de Lewis Hamilton na classificação do Mundial. Após a prova, o finlandês jogou a toalha, admitindo que só um milagre viraria o jogo.

Após reduzir a vantagem de Hamilton para 44 pontos com a vitória em Sochi, Bottas começou o fim de semana bem, batendo o companheiro na luta pela pole e liderando a prova no começo, mas perdeu a posição após uma travada na Curva 1.

Leia também:

Um safety car virtual deu a Hamilton e Max Verstappen um pit stop gratuito, enquanto Bottas caiu para terceiro, e um problema, que a equipe suspeita ser no MGU-H de sua unidade de potência, levou a um abandono.

Com Hamilton vencendo pela 91ª vez na F1, Bottas agora está a 69 pontos do companheiro de Mercedes, quase três corridas de diferença (somando com o ponto da volta mais rápida, três GPs seriam 78 pontos), sendo que restam apenas seis provas na temporada, com 156 pontos em jogo.

Bottas admitiu a decepção pelo abandono devido a um problema que ele não teve como controlar.

"Sim, estou muito desapontado. É uma daquelas coisas que você não pode fazer nada. Obviamente tive aquela travada antes. Acho que, mesmo assim, eu tinha chances de vencer porque acredito que uma estratégia de duas paradas era a melhor".

"No final, tinha tudo em jogo, mesmo depois da travada. Mas aí veio o problema do motor e eu não conseguia acreditar. Agora, entendo que a diferença para Lewis nos pontos é muito grande. Definitivamente precisaria de um milagre".

"Mas, como sempre, não posso desistir. Tenho que manter a cabeça levantada e seguir tentando".

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, falou com Bottas após a corrida para pedir desculpas pelo problema no motor, concordando com o finlandês que a estratégia de duas paradas teria colocado ele em condições para vencer.

"Tivemos uma boa corrida e pedi desculpas pelo problema. Eu acredito que duas paradas teria colocado ele em uma boa trajetória, em condições para vencer a corrida. Mas é a vida. É um esporte que depende do lado mecânico. Hoje fomos nós quem desapontamos ele".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre F1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PÓDIO: Histórico! Hamilton iguala Schumacher em vitórias na F1 no GP de Eifel

PODCAST: A F1 perde força com a saída da Honda?

 

Sainz volta a reclamar de atualizações da McLaren após 5º em Nurburgring: "Um dia de sofrimento"

Artigo anterior

Sainz volta a reclamar de atualizações da McLaren após 5º em Nurburgring: "Um dia de sofrimento"

Próximo artigo

VÍDEO: Ricciardo fica em choque ao perceber que não fez "shoey" no pódio, mas compensa depois

VÍDEO: Ricciardo fica em choque ao perceber que não fez "shoey" no pódio, mas compensa depois
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de Eifel
Pilotos Valtteri Bottas
Autor Luke Smith