F1: CEO da McLaren vê Russell e Verstappen como dupla da Mercerdes em 2022

Para Zak Brown, a juventude dos dois e a experiência de Verstappen seria a formação ideal para a Mercedes pelos próximos cinco anos

F1: CEO da McLaren vê Russell e Verstappen como dupla da Mercerdes em 2022

O futuro da Mercedes na Fórmula 1 é um dos assuntos mais comentados no paddock da categoria, já que tanto Lewis Hamilton quanto Valtteri Bottas estão em contratos de apenas um ano. E por mais que Toto Wolff, chefe da equipe, afirme que a prioridade para 2022 é manter a dupla, o CEO da McLaren, Zak Brown vê a Mercedes com duas novas caras para a próxima temporada: Max Verstappen e George Russell.

Ambos os pilotos já tiveram seus nomes ligados à equipe alemã para 2022, já que o contrato de apenas um ano de Hamilton fez aumentar as especulações de uma possível aposentadoria do britânico ao final deste ano.

Leia também:

Enquanto Russell é um piloto ligado à Mercedes e está em seu último ano de contrato com a Williams, Verstappen é a grande aposta da Red Bull para o futuro, tendo uma vaga garantida até 2023, mas com uma cláusula de saída ligada à performance. E o holandês disse recentemente que prefere ignorar esses rumores de uma ida à equipe alemã.

Mas Brown, em entrevista ao jornal Daily Mail, acredita que essa será a dupla da Mercedes em 2022.

"Acho que vocês verão Max Verstappen e George Russell lá em 2022. Essa é a conclusão lógica".

Brown acredita que os dois pilotos podem ser o sucessor de Hamilton, que chega a 2021 em busca da conquista do octacampeonato, que o consolidaria como o piloto de maior sucesso da história da F1.

"Assim, você teria a juventude e a experiência de Max e a juventude de George. Se eu fosse a Mercedes, essa seria a formação ideal para os próximos cinco anos".

Para Brown, a dúvida que fica é a Red Bull, o que a equipe faria caso perca Hamilton. O CEO da McLaren duvida que a equipe austríaca conseguiria convencer Hamilton a se juntar a eles.

"O interessante é o que a Red Bull faria. É uma pergunta difícil de responder. Seria duro para eles. Todo mundo sabe o que se passa. Lewis ficou sua carreira inteira com a Mercedes, seja na equipe oficial ou na McLaren, e acredito que seja algo similar a Michael Schumacher, que foi, fundamentalmente um homem da Ferrari".

"Lewis tem essa oportunidade de ser o homem da Mercedes, então não vejo porque ele mudaria de equipe".

Em teoria, restaria uma chance de trazer Hamilton de volta à equipe que o lançou para o Mundial. Mas Brown não vê isso acontecendo no momento, por dois motivos.

"Estamos muito felizes com Daniel [Ricciardo] e Lando [Norris] e temos contratos de longo prazo com eles. Se Lewis fosse trazido de volta, seria apenas por um ou dois anos e sabemos que ainda não estamos prontos para lutar pelo campeonato. Não acho que seria o momento certo para uma volta de Lewis".

MOTORSPORT traz programação ESPECIAL para cobertura da F1 2021; CONFIRA

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Temporada 2021 marca nova era na cobertura do esporte a motor na TV?

 

compartilhar
comentários
Reinado da Mercedes, empolgação de ex-campeões e muito mais em xeque no GP do Bahrein de F1; veja

Artigo anterior

Reinado da Mercedes, empolgação de ex-campeões e muito mais em xeque no GP do Bahrein de F1; veja

Próximo artigo

ANÁLISE: Pesquisa aponta piloto mais rápido e maior 'devorador' de companheiros de equipe da F1; entenda

ANÁLISE: Pesquisa aponta piloto mais rápido e maior 'devorador' de companheiros de equipe da F1; entenda
Carregar comentários