F1: Conheça Leonardo da Silva, engenheiro brasileiro que acompanhou Hamilton no pódio

Engenheiro de estratégia da Mercedes de 30 anos é um dos responsáveis pela parte estratégica da equipe e contou sua trajetória

F1: Conheça Leonardo da Silva, engenheiro brasileiro que acompanhou Hamilton no pódio

Uma das cenas mais emocionantes após o GP de São Paulo de Fórmula 1 foi a celebração da dupla Lewis Hamilton e Valtteri Bottas com o representante da equipe no pódio. Pela primeira vez, Leonardo Donisete da Silva estava junto aos pilotos em um momento tão especial após um triunfo.

Mas quem é o brasileiro de 30 anos de idade, que nasceu em Patos de Minas, em Minas Gerais? Leonardo entrou na Mercedes após o curso de engenharia e intercâmbio, mas sempre com o sonho de um dia poder estar na maior categoria do automobilismo mundial. Ele contou como tudo começou, em janeiro de 2017.

Leia também:

“Sempre gostei dessa área”, disse Leonardo. “A entrevista na Mercedes apareceu por persistência. Eu mandava e-mail para as equipes de Fórmula 1 toda semana. Uma vez eu consegui uma entrevista para uma área diferente da Mercedes. Nessa entrevista, meu chefe atual estava presente, por curiosidade. Ele acabou se interessando e foi daí que as coisas deram certo.”

“Essa é a minha quinta temporada e a mais difícil até agora. Desde que eu entrei, eu tenho conseguido evoluir constantemente na minha função e espero que continue assim. Vou fazer o possível para que a gente continue ganhando, para que a gente possa provar que não é apenas porque o carro é melhor e continuar tendo o prazer pela competição e o trabalho.”

Leonardo explicou quais são as suas funções dentro da equipe mais dominante da atual era da F1.

“Eu trabalho na estratégia da Mercedes. Não sou a pessoa que toma a decisão, eu coordeno o grupo de estratégia em algumas corridas e passo sugestões ao pitwall. Então, minha relação com Hamilton é mantê-lo a par das estratégias durante o fim de semana, o que planejamos executar durante a corrida, quais cenários ele deve estar preparado. Fazendo de forma que ele saiba tudo que precisa saber durante a corrida.”

Assim como em outras ocasiões, Leonardo foi importante na estratégia da equipe, que pode dar a Hamilton um bom carro, mas também oportunidades de conseguir as melhores oportunidades de subir de posições, principalmente com o maior rival dos últimos anos, Max Verstappen.

“Um papel que acho que eu pude ajudá-lo, em particular, é dar uma ideia, visual, do quão perto do carro adiante ele precisava estar para dar tudo de si na ultrapassagem. Nós fazemos várias análises para cada piloto. Cada circuito tem suas peculiaridades, e aqui no Brasil, um dos pontos era esse, porque se ele gastasse a bateria na hora errada, era uma chance a menos. Então essa é uma das coisas que ele sabia, porque é o nosso trabalho para ele, em conjunto com nossas áreas.”

Lewis Hamilton, Mercedes, 1st position, and Valtteri Bottas, Mercedes, 3rd position, celebrate on the podium with their team mate

Lewis Hamilton, Mercedes, 1st position, and Valtteri Bottas, Mercedes, 3rd position, celebrate on the podium with their team mate

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

Surpresa após a bandeira quadriculada

O engenheiro brasileiro explicou como foram os momentos antes de subir ao pódio, sobretudo quando soube que estaria com os pilotos.

“Eles só decidem depois que acaba, para não dar azar, e eu não sabia. Tenho dois amigos me visitando e quando acabou a corrida, tendo a certeza de que podia levantar, aí eu tirei o rádio e vim buscá-los para ver o pódio. Quando eu passei, o Toto me chamou e disse que eu ia representar a equipe no pódio. Eu disse: ‘Isso não é sério, né?’. Porque é algo único. Há muitos engenheiros aqui, e a grande maioria deles talvez nunca terá essa oportunidade.

Como é Hamilton no dia a dia

Leonardo também comentou como é a relação com a estrela da companhia, Lewis Hamilton, e de como o piloto heptacampeão mundial motiva toda a equipe.

“A relação com Lewis é uma relação profissional normal. Dentro da equipe, ele confia muito na gente, é uma pessoa muito aberta. Ele é muito inquisitivo, pergunta sobre tudo, quer saber de tudo. Se você disser algo que ele não está convencido, ele vai perguntar, porque ele é uma pessoa que quer saber de tudo, porque é assim que ele consegue ser tão bom no que faz.”

“É uma inspiração muito grande trabalhar com ele. Ele é um cara que se tiver um dia em que você estiver desmotivado, basta olhar para o lado e vai perceber que não tem por que estar desmotivado. Esse campeonato por exemplo, tem muita gente que, antes desse fim de semana, dava a Mercedes por vencida, mas está aí um exemplo de que vamos até a última volta de Abu Dhabi.”

Reconhecimento

O chefe da equipe, Toto Wolff, reconheceu a importância de Leonardo após a corrida: “É muito legal. Leo faz um trabalho fantástico na equipe de estratégia. Ele é brasileiro e nos apoiou muito nas disputas dos títulos, por isso era seu momento de subir lá.”

“Eu sou muito grato pela equipe ter me dado essa oportunidade”, continuou Leonardo. “Fico muito feliz, por ter sido uma corrida histórica. A prova de hoje é provavelmente a mais marcante da temporada, dentro de uma das temporadas mais marcantes da história recente. Não tenho mais o que dizer, estou muito feliz. Espero que aqueles que tenham me ajudado a chegar aqui tenham se sentido representado ali em cima, assim como todos os brasileiros. Não somos muitos por aqui, e sou grato por ser um deles.”

F1 2021: HAMILTON bate VERSTAPPEN após largar em 1º e MERCEDES exibe FORÇA contra RED BULL em SP | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #145 - TELEMETRIA: Rico Penteado analisa fim de semana em Interlagos

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

compartilhar
comentários
F1: McLaren revela motivo de abandono de Ricciardo no GP de São Paulo
Artigo anterior

F1: McLaren revela motivo de abandono de Ricciardo no GP de São Paulo

Próximo artigo

RETA FINAL: Aula de Hamilton no Brasil faz jogo virar pró-Mercedes? A Red Bull errou com Verstappen?

RETA FINAL: Aula de Hamilton no Brasil faz jogo virar pró-Mercedes? A Red Bull errou com Verstappen?
Carregar comentários