Fórmula 1 GP dos Estados Unidos

F1: Equipes devem começar 2024 fortes para não comprometer 2025 e 2026, diz Mercedes

James Allison acredita que carros de 2025 serão "primos de primeiro grau" dos de 2024 para que equipes economizem verbas para o desenvolvimento de 2026

George Russell, Mercedes F1 W14

A Fórmula 1 vive um clima de expectativa, com a rápida aproximação da nova era do regulamento técnico, em 2026. E com a perspectiva do desenvolvimento do novo carro ser barrado para 2024, o diretor técnico da Mercedes, James Allison, destaca que um início forte do próximo ano é "ainda mais importante" antes das equipes mudarem o foco para a próxima geração.

A Mercedes já confirmou que vai para 2024 com a conclusão da nova arquitetura apresentada mais cedo neste ano, apagando de vez os vestígios do carro "zeropod", fechando o novo conceito do carro após sofrer para manter a "besta caprichosa" do W14 na janela de funcionamento ideal.

Leia também:

Mas com as novas regras de motores de 2026 (que eliminam o caro e complexo MGU-H), junto da aerodinâmica ativa, que consumirá recursos de pesquisa e desenvolvimento, isso significa que os carros de 2025 devem ser pelo menos "primos de primeiro grau" dos modelos de 2024, para que as equipes possam dedicar verba para 2026.

Por isso, Allison reconhece que as equipes devem focar mais em um começo forte na temporada 2024 já que este carro influenciará o design de 2025. Questionado se ele concordava com a afirmação recente de Lewis Hamilton de que os próximos seis meses são críticos para a Mercedes voltar a lutar por títulos, ele disse:

"Primeiro, será um carro diferente. Então não vamos trabalhar com esse aqui. Lewis está correto em dois pontos: uma nova temporada, então é importante que comecemos o ano de forma forte".

"Mas ainda mais que o normal, porque teremos 2026 em nossos cangotes, já que esse carro será feito em 2025. É muito provável que os carros de 2025 sejam primos de primeiro grau dos de 2024. Então é duplamente importante acertar o carro de 2024".

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

Allison também reconheceu que a Mercedes não terá que esperar muito para descobrir como que 2024 será. Ele acredita que, baseado em sua experiência, o feedback inicial dos pilotos já nas primeiras voltas da pré-temporada devem dar uma indicação bem clara do restante da temporada.

"Desbloquear potencial não é algo que leva muito tempo se o carro for bem nascido. E esse é o objetivo desse próximo. Não é algo particular nosso, mas melhora o nosso foco, garantir que teremos um carro que nos ajude até 2026, além de termos bons campeonatos e nos divertirmos".

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Ferrari conclui desenvolvimento do SF-23 e vai para Austin sem atualizações
Próximo artigo Além da Alpine: celebridades e astros do esporte investem cada vez mais em times; Hamilton, Vettel e cia 'encabeçam' lista da F1

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil