F1: Ferrari explica razão por trás de pit stops lentos em 2020

Equipe italiana reconheceu que mais de 20% de suas paradas no ano tiveram mais de 3,5 segundos de duração

F1: Ferrari explica razão por trás de pit stops lentos em 2020

A Ferrari revelou a causa de pit stops lentos na Fórmula 1 ao longo da temporada de 2020 e admitiu que seus tempos estão "muito longe dos melhores". A equipe italiana encontrou uma série de problemas, inclusive no GP de Sakhir, quando Sebastian Vettel perdeu tempo nos boxes.

Vettel disse depois da corrida no Bahrein que os procedimentos de parada "provavelmente precisam de uma revisão" depois de completar pits em 4s5 e 6s5. Além disso, a equipe revelou antes da etapa de encerramento da F1 deste final de semana em Abu Dhabi que mais de 20% de suas paradas neste ano duraram mais de 3,5 segundos.

Leia também:

Em comparação, a Red Bull tem regularmente liderado os tempos de pitstop nesta temporada, alcançando uma parada de menos de dois segundos em quatro das últimas sete corridas.

A Ferrari reconheceu antes do GP de Abu Dhabi que seu tempo médio de pitstop "está muito longe do melhor" e "poderia ter havido mais alguns pontos no placar" com serviços mais rápidos.

Agora foi revelado que um problema de porca na roda foi identificado como a causa das paradas lentas, com planos em ação para corrigir o problema para o próximo ano.

"É verdade que o número de paradas acima de 3,5 segundos é muito alto para os padrões anteriores da Scuderia, mas na grande maioria das vezes que houve uma parada longe do ideal, foi devido a um problema específico ligado à porca da roda”, disse Diego Ioverno, engenheiro de operação de veículos da Ferrari.

“A rosca não é forte o suficiente e por isso a porca se soltou várias vezes. É um problema de confiabilidade que estamos trabalhando muito para consertar no próximo ano”.

“Quando o pessoal sente, mesmo que inconscientemente, que está usando um componente de maior risco, com margem de erro para engatar o revólver bem menor, isso prejudica todo o procedimento”.

"Isso pode ser visto pelo fato de que, para nós, um tempo médio para um bom pitstop é de 2,73 segundos, o que significa que também há espaço para melhorias”.

Ioverno também explicou que a equipe de pit stop da Ferrari é "relativamente nova" como parte da reestruturação e reconstrução em curso da Ferrari, e levaria tempo para entrosar. "Está claro, portanto, que leva um pouco de tempo para que todos os envolvidos no pit stop entrosem", disse ele.

“Não existe outro esporte que requeira a sincronização perfeita de mais de vinte pessoas. Por isso, as melhores equipes são aquelas que usam a mesma equipe há vários anos”.

“Por isso, para além da confiabilidade, temos também de trabalhar nesta área, tanto através de treinos específicos como de treino psicológico e físico e isso será outra prioridade durante o inverno na preparação para 2021".

Todas as notícias sobre o GP de Abu Dhabi de F1 você acompanha no Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises, além de conferir nossos programas e vídeos!

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

TELEMETRIA: Entenda IMPACTO de Russell na Mercedes e raio-x de GP de Abu Dhabi com Rico Penteado

PODCAST: 'Show' de Russell pode gerar problema para Mercedes?

 

compartilhar
comentários
SBT e Disney avaliam compra conjunta dos direitos da F1; entenda

Artigo anterior

SBT e Disney avaliam compra conjunta dos direitos da F1; entenda

Próximo artigo

Pérez revela que recebeu parabéns de Marko por vitória em Sakhir

Pérez revela que recebeu parabéns de Marko por vitória em Sakhir
Carregar comentários