F1 - Hamilton espera ser vaiado por fãs na Holanda: "É natural. Respeito isso"

Assim como Verstappen, Hamilton comparou a situação da F1 às partidas de futebol

F1 - Hamilton espera ser vaiado por fãs na Holanda: "É natural. Respeito isso"
Carregar reprodutor de áudio

Com a escalada na disputa entre Lewis Hamilton e Max Verstappen pelo título de 2021 da Fórmula 1, o heptacampeão já se prepara para as vaias que deve receber neste fim de semana em Zandvoort, no retorno do GP da Holanda, afirmando que é algo natural e que respeita os fãs do rival.

No GP da Hungria, Hamilton foi muito vaiado pelos fãs de Verstappen devido à repercussão do acidente em Silverstone duas semanas antes.

Leia também:

Hamilton ignorou as vaias, mas deve enfrentar uma hostilidade similar no GP da Holanda, com Verstappen correndo em casa pela primeira vez.

Nas coletivas pré-GP da Holanda, Verstappen disse que não liga para a atmosfera "desde que não afete Lewis", mas disse que não é seu papel dizer para os fãs o que fazer ou não.

"Quando você vai a uma partida de futebol, quando você joga na casa do adversário, é vaiado em algum momento, e não é papel do clube da casa falar para os torcedores não vaiarem, porque isso acontece naturalmente", disse Verstappen.

"E no futebol os fãs são muito apaixonados e apoiam suas equipes locais. Então não acho que depende de mim falar para eles não vaiarem, porque não sou eles e quero apenas focar no que estou fazendo na pista".

Hamilton reconheceu que as vaias é algo que ele "naturalmente esperaria" em Zandvoort, e que, enquanto ele não concorda com isso, buscaria canalizar essa energia.

"Claro, veremos fãs vestindo laranja em todo lugar", disse.

Dutch fans turn the venue orange after a win for Max Verstappen, Red Bull Racing, 1st position

Dutch fans turn the venue orange after a win for Max Verstappen, Red Bull Racing, 1st position

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

"Nunca fui o tipo de pessoa que vai em um evento para vaiar, mas entendo isso. Vemos isso no futebol, a paixão dos fãs e a aversão aos oponentes. Mas eu respeito isso".

"Sempre gostei de vir à Holanda. Amsterdã é uma das melhores cidades. E sei que tenho fãs aqui, o que agradeço muito. Provavelmente eles serão uma parcela pequena na arquibancada, e admiro eles por aguentarem as vaias também".

"Mas esse é o esporte. O que faço é tentar canalizar essa energia direcionada a mim, colocando isso na minha pilotagem".

Questionado se sentiria a necessidade de pedir que os fãs britânicos não vaiassem, ele respondeu: "Felizmente, os britânicos não são muito de vaiar".

"Os fãs britânicos são incríveis. Acho que todos estão lá por um ótimo fim de semana. Não acho que já tenha ouvido vaias na Inglaterra para qualquer um. Tenho memória curta, mas não me lembro de algo do tipo".

"Mas eu não concordo em geral. Cada um está ali para fazer o melhor trabalho possível, e todos estão tentando ser o melhor. Mas, novamente, é parte do esporte".

EXCLUSIVO: Engenheiro BRASILEIRO de RAIKKONEN revela SEGREDOS e diz que é o MAIS LIMPO que já viu

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: GP da Bélgica foi o maior fiasco da história da F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Raikkonen diz que não tem planos para o futuro além de passar tempo com a família
Artigo anterior

F1: Raikkonen diz que não tem planos para o futuro além de passar tempo com a família

Próximo artigo

F1: A caminho da Mercedes? Russell fala que já sabe onde correrá em 2022

F1: A caminho da Mercedes? Russell fala que já sabe onde correrá em 2022