F1: Hamilton fatura Prêmio Laureus por ativismo social

Piloto britânico já havia ganhado Prêmio Revelação em 2008 e compartilhado com Lionel Messi o Laureus Esportista do Ano em 2020

F1: Hamilton fatura Prêmio Laureus por ativismo social

O heptacampeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton, ganhou o terceiro Prêmio Laureus por seu ativismo contra a desigualdade.

No Laureus World Sport Awards anual, apelidado de Oscar do esporte, Hamilton foi o primeiro a receber o novo Prêmio Atleta Defensor do Ano, que reconhece os esforços contínuos do piloto da Mercedes para promover a diversidade.

Leia também:

Durante a temporada de 2020 da F1, após a morte de George Floyd, Hamilton liderou uma campanha na categoria que pedia igualdade racial, usando slogans 'Black Lives Matter' ( Vidas Negras Importam) e se ajoelhando em todos os GPs, enquanto também organizava a 'Comissão Hamilton' com o objetivo tornar a F1 mais diversificada.

Na cerimônia de premiação, realizada digitalmente em Sevilha devido à pandemia do coronavírus, o piloto britânico recebeu o prêmio em uma mensagem de vídeo.

“Um grande obrigado à Laureus World Sports Academy por me presentear com este prêmio incrível”, disse Hamilton.

"O ano passado foi incrivelmente difícil para muitos, mas também foi animador ver o poder de nossas vozes desencadear novas conversas e mudanças."

"O impacto de cada um de vocês é muito inspirador, então quero agradecer. Por favor, continuem lutando, continuem brilhando sua luz."

O Prêmio Atleta Defensor do Ano é o terceiro prêmio Laureus do piloto, ganhando o Prêmio Revelação em 2008 após a conquista de seu primeiro campeonato mundial da F1 com a McLaren, e compartilhando o prêmio Laureus Esportista do ano em 2020 com Lionel Messi.

Hamilton também foi indicado na categoria Esportista do Ano, mas o prêmio principal deste ano foi para o tenista Rafael Nadal, que venceu Roland Garros pela 13ª vez no ano passado.

Os outros indicados foram LeBron James, Robert Lewandowski, Armand Duplantis e Joshua Cheptegei.

A Mercedes estava entre as indicadas para a Seleção Mundial do Ano, um troféu conquistado em 2018. O Bayern de Munique, vencedor da Liga dos Campeões e da Bundesliga, levou para casa o prêmio.

O campeão da MotoGP do ano passado, Joan Mir, também foi incluído na lista de nomeações na categoria Revelação Mundial do Ano, mas Patrick Mahomes foi o vencedor.

Outras estrelas do esporte mundial que receberão prêmios no evento patrocinado pela Mercedes incluem Naomi Osaka, Mohamed Salah e Billie Jean King.

F1 AO VIVO: Bottas PISTOLA, posição da Mercedes sobre RUSSELL, CRÍTICA à RBR e + | DIRETO DO PADDOCK

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Oscar das pistas: histórias da F1 que rendem filme

 

.

 

compartilhar
comentários
F1: Pilotos analisam prós e contras de 'nova' pista da Espanha
Artigo anterior

F1: Pilotos analisam prós e contras de 'nova' pista da Espanha

Próximo artigo

F1: Bottas lidera primeiro treino livre para o GP da Espanha, em Barcelona

F1: Bottas lidera primeiro treino livre para o GP da Espanha, em Barcelona
Carregar comentários