F1: Hamilton é o 8º atleta mais bem pago do mundo segundo lista da Forbes

Heptacampeão é o único representante do esporte a motor na lista, que tem o lutador Conor McGregor na ponta

F1: Hamilton é o 8º atleta mais bem pago do mundo segundo lista da Forbes

Nesta quarta-feira, a revista Forbes, uma das publicações mais importantes do mundo, divulgou sua tradicional lista de atletas mais bem pagos do ano e, pela segunda vez, o heptacampeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton, integra o top 10, liderado pelo lutador Conor McGregor.

Segundo a publicação, a renda somada dos dez atletas mais bem pagos do mundo superam a marca de um bilhão de dólares, um aumento de 28% em comparação com a lista de 2020, apesar do impacto que a pandemia da Covid-19 teve no mundo do esporte, com as competições paradas por pelo menos quatro meses durante o primeiro semestre.

Leia também:

Único representante do mundo do esporte a motor na lista, Hamilton aparece na oitava posição, com faturamento total de 82 milhões de dólares (R$431 milhões), um valor consideravelmente maior que o da sua última aparição no top 10. Em 2017, o heptacampeão havia registrado "apenas" 46 milhões de dólares (R$241 milhões).

"Após correr para conquistar seu sexto campeonato da Fórmula 1 em sete temporadas em 2020, Lewis Hamilton chega ao top 10 apenas pela segunda vez, tendo obtido anteriormente a décima posição em 2017 com 46 milhões de dólares", diz a reportagem.

A publicação fala sobre o impacto de sua temporada vitoriosa em 2020 nesses números e como ele também possui parte de sua renda vinda de acordos publicitários com grandes marcas.

A reportagem destaca ainda sua nova empreitada no mundo do esporte a motor, com o lançamento da X44, sua equipe própria, que disputa a temporada inaugural da Extreme E, campeonato de rali com carros elétricos.

"Suas 11 vitórias na temporada passada o levaram a receber grandes pagamentos de bônus para ir junto de seus acordos de patrocínio, que incluem Tommy Hilfiger, Monster Energy e Puma. Ele também está lançando uma equipe própria na Extreme E".

Dos 82 milhões de dólares faturados por Hamilton em 2020, a Forbes estima que 70 milhões (R$367 milhões) estão ligados a suas atividades de pista, enquanto os outros 12 milhões (R$63 milhões) são provenientes de atividades extrapista.

Na ponta de cima da lista, apenas quatro atletas registraram um faturamento maior que 100 milhões de dólares, com o lutador Conor McGregor na ponta, com 180 milhões (R$962 milhões), seguido dos jogadores de futebol Lionel Messi (130 milhões de dólares), Cristiano Ronaldo (120 milhões) e o quarterback do Dallas Cowboys Dak Prescott (107,5 milhões).

Completam a lista dos dez atletas mais bem pagos do ano o jogador de basquete LeBron James, em quinto, o brasileiro Neymar (6º), o tenista Roger Federer (7º), o quarterback Tom Brady (9º) e Kevin Durant, também do basquete (10º).

MASSA fala sobre comparação com BARRICHELLO, DIFICULDADE em ADAPTAÇÃO ao BRASIL e desafio na STOCK

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #104 – Mercedes x Red Bull já pode ser considerada uma das maiores rivalidades da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Pirelli diz que pneus de 2022 estão “80 a 90%” finalizados

Artigo anterior

F1: Pirelli diz que pneus de 2022 estão “80 a 90%” finalizados

Próximo artigo

F1 deve formar grupo de trabalho para analisar limites de pista

F1 deve formar grupo de trabalho para analisar limites de pista
Carregar comentários