F1: Hamilton “reza” para que Mercedes diminua diferença para Red Bull

Embora a equipe alemã deva trazer algumas atualizações para a corrida de Silverstone, Hamilton está cético quanto ao impacto

F1: Hamilton “reza” para que Mercedes diminua diferença para Red Bull
Carregar reprodutor de áudio

Lewis Hamilton não acredita que as atualizações da Mercedes que virão para o GP da Inglaterra da Fórmula 1 serão suficientes para diminuir a diferença para a rival Red Bull.

Depois de uma difícil luta no GP da Áustria no fim de semana passado, que deixou Hamilton atrás de Max Verstappen por 32 pontos na classificação de pilotos, o heptacampeão não tem dúvidas sobre a difícil situação que enfrenta.

Leia também:

E embora a Mercedes deva trazer algumas atualizações para a corrida de Silverstone em uma tentativa de reduzir o déficit para a escuderia austríaca, Hamilton está cético quanto ao impacto.

“Temos um pouco a caminho, mas não vai fechar a lacuna o suficiente”, disse.

“Precisamos trabalhar um pouco.”

Um esforço de atualização da Red Bull ajudou a equipe a vencer as últimas cinco corridas consecutivas, com Hamilton não triunfando desde o GP da Espanha em maio.

A montadora alemã não tem dúvidas de que o time de Horner tem o carro mais rápido no momento, mas o britânico também espera que as características da pista tenham mudado as coisas em relação aos seus adversários.

“Essas corridas anteriores foram difíceis e, obviamente, ele está apenas navegando na frente”, acrescentou Hamilton. “Então, não há realmente muito que eu possa fazer sobre isso."

“Claro, estou orando por um cenário diferente na próxima corrida, mas se você olhar para o carro deles, ele está apenas nos trilhos. Então, estamos dando absolutamente tudo."

“Nas últimas duas semanas, estive na fábrica, tentando extrair o máximo que posso do carro. Mas nosso carro simplesmente não vai bem aqui [na Áustria] por algum motivo."

Valtteri Bottas concorda que o layout do Red Bull Ring não agrega os pontos fortes da Mercedes, e espera que as coisas sejam diferentes em Silverstone.

“Corremos na mesma pista há duas semanas e está claro que a Red Bull é mais rápida aqui - mas poderia ser diferente em algumas outras pistas”, explicou o finlandês.

“Eu acho que essa pista se adapta muito bem ao carro deles, mas eles não são lentos em nenhum outro lugar. Silverstone é completamente diferente. Existem muito mais curvas de alta velocidade e, portanto, veremos."

“Temos algo planejado em termos de novos bits para Silverstone. Acho que depois disso tudo ficará quieto em termos de novas peças, mas vamos continuar pressionando o máximo que podemos - mas sabemos que vai ser difícil", concluiu. 

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #116 - TELEMETRIA: Quais as esperanças de Hamilton na Áustria? Rico Penteado responde

 

compartilhar
comentários
GPs da Austrália de F1 e MotoGP são cancelados devido à pandemia
Artigo anterior

GPs da Austrália de F1 e MotoGP são cancelados devido à pandemia

Próximo artigo

F1: Masi rebate pilotos e diz que sistema de pontuação na superlicença não precisa ser revisto

F1: Masi rebate pilotos e diz que sistema de pontuação na superlicença não precisa ser revisto