F1: Horner diz que Verstappen tem que tirar a frustração “de seu sistema” após duas provas difíceis

compartilhar
comentários
F1: Horner diz que Verstappen tem que tirar a frustração “de seu sistema” após duas provas difíceis
Por:

Chefe da Red Bull irá se reunir com Verstappen para mostrar o que tem sido feito em conjunto com a Honda para minimizar problemas

Após duas provas decepcionantes na Itália, Christian Horner, chefe da Red Bull na Fórmula 1, defende que Max Verstappen precisa tirar a frustração "de seu sistema". Antes do próximo GP, em Sochi, ele pretende discutir com o piloto o que a Honda e a equipe estão fazendo para corrigir os recentes problemas técnicos que lhe custaram força na batalha pelo campeonato.

Em Monza, Verstappen teve de abandonar depois que a Honda detectou uma anomalia nos dados e, no final de semana seguinte, em Mugello, o holandês voltou a se ter problemas no motor antes mesmo da largada, e acabou ficando de fora da prova na batida ainda na primeira volta.

Leia também:

Ele foi lançado na caixa de brita, que fica na segunda curva. Antes de descer do carro encalhado, ele disse: “Isso é o que você ganha com esse show de m**da”, em uma aparente referência aos problemas contínuos do motor.

“A frustração de Max com outro abandono é totalmente compreensível”, disse Horner em uma coluna no site da Red Bull. Desde a primeira volta em Mugello, ele esteve lá. Tínhamos um carro muito rápido e algum progresso real foi feito com o equilíbrio do carro”.

“Isso é o que o irritou. No calor do momento em que você passa da adrenalina da largada para a decepção de acabar na brita, é natural desabafar no rádio”.

“Sentimos muito que na corrida podíamos levar a luta para a Mercedes. Ele havia trabalhado duro para tirar Lewis [Hamilton] da linha e ia começar o jogo, mas é claro que isso não se materializou”.

Horner enfatizou que a fome de vitória de Verstappen é o que o torna tão bem sucedido: “Foi a segunda corrida consecutiva e uma grande frustração para ele, porque ele está com fome e quer muito”.

“Se ele não tivesse essa fome, não seria o piloto que é e aquele a quem todos queremos ver lutar pelas vitórias todos os finais de semana”.

“Ele tem que tirar isso de seu sistema agora e assim olhar para frente. Vamos passar por isso com ele antes de Sochi e discutir o que foi feito nos bastidores entre a Honda e a equipe para ajudar a corrigir para a próxima corrida”.

Horner espera que a Mercedes determine o ritmo em Sochi, mas sugere que a equipe está vulnerável. “Eu espero que a Mercedes esteja animada e bastante dominante, pois é o tipo de pista deles”, disse ele. “Mas, como vimos nesta temporada, a degradação dos pneus é um fator interessante”.

“Eles não tiveram problemas no último final de semana, mas dava para ouvir como eles estavam nervosos, instruindo seus pilotos a ficarem longe das zebras. Então, seria ótimo se pudéssemos ser competitivos em Sochi e colocá-los um pouco de pressão, porque é aí que as coisas podem acontecer”.

“No que diz respeito ao campeonato, agora somos forasteiros e cada corrida é uma final para nós. Nós vamos apenas ir em frente, pois não temos nada a perder. Estamos determinados a nos colocar de volta à posição de lutar pelo campeonato e vamos chegar lá”.

“A Mercedes está colocando a barra alta no momento e está fazendo um ótimo trabalho, mas todos são derrotáveis. Você apenas tem que trabalhar duro, trabalhar de forma inteligente e ter as pessoas certas ao seu redor e eu acredito muito que esse é o caso desta equipe”.

VÍDEO: Entenda como quebras da Honda deixam Verstappen tenso na Red Bull

PODCAST: Motorsport.com debate a crise sem fim da Ferrari na temporada 2020 da F1

 

F1: Ferrari planeja "pequenas atualizações" para o GP da Rússia

Artigo anterior

F1: Ferrari planeja "pequenas atualizações" para o GP da Rússia

Próximo artigo

VÍDEO: Raikkonen ‘trolla’ Hamilton em postagem nas redes sociais; entenda caso e veja imagens de 'F1 raiz'

VÍDEO: Raikkonen ‘trolla’ Hamilton em postagem nas redes sociais; entenda caso e veja imagens de 'F1 raiz'
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Max Verstappen
Equipes Red Bull Racing
Autor Adam Cooper