Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
15 dias

F1 lança concurso para fornecimento único de câmbios

compartilhar
comentários
F1 lança concurso para fornecimento único de câmbios
Por:
19 de fev de 2019 20:38

Categoria planeja colocar a partir de 2021 fornecimento padrão de caixas de câmbio no campeonato mundial

A FIA lançou um concurso para o fornecimento de uma caixa de câmbio comum a ser utilizada pela Fórmula 1 entre 2021 e 2024. O corpo diretivo quer que todos os competidores tenham componentes internos comuns, mas tenham seus próprios câmbios “específicos”.

Além do concurso para o fornecimento de pneus que foi conquistado no ano passado pela Pirelli, este concurso é a primeira indicação formal de um elemento-chave do pacote de regras pós-2021. E o fato de o concurso ter sido emitido com um prazo apertado indica que a FIA e a F1 estão determinadas de que isso ocorrerá.

Os fornecedores em potencial têm até 15 de março para fazer suas apresentações, enquanto a FIA diz que uma decisão será anunciada entre os dias 15 e 30 de abril.

Um câmbio comum representará uma enorme mudança na forma como muitas equipes de F1 trabalham. A Alfa e a Haas atualmente usam um pacote completo de caixas de câmbio da Ferrari, a Racing Point usa da Mercedes e a Toro Rosso compartilha a mesma unidade da equipe Red Bull Racing.

Times como a Sauber e a Racing Point não precisaram fabricar uma caixa de câmbio por muitos anos e, atualmente, não têm instalações para isso. Para Mercedes e Ferrari, a oferta de uma caixa de câmbio é um fluxo de receita útil.

A proposta também irá, por definição, dificultar a partilha de componentes de suspensão pelas equipes parceiras.

Embora o nome da Xtrac tenha sido mencionado no paddock como uma candidata óbvia, ainda existe a possibilidade de uma equipe de F1 vencer a licitação e abastecer todo o grid, assim como a McLaren que atualmente fornece uma ECU comum a todos.

O anúncio, publicado na segunda-feira, diz: “o objetivo de uma fonte única é manter os níveis atuais de desempenho em mudança de marchas na F1 para todos os carros a um custo muito reduzido para os competidores, removendo também a necessidade das equipes de projetarem ou adquirirem suas próprias caixas de câmbio”.

“A unidade pode ser transportada entre os times, eliminando a necessidade de um desenvolvimento de desempenho contínuo caro.”

“A fim de manter as liberdades dos competidores para suspensão e para as superfícies aeroelétricas da caixa de câmbio, a carcaça externa permanecerá específica de cada equipe (projetada e produzida pelo competidor) com uma caixa de câmbio comum e independente montada no interior.”

A FIA diz que as novas caixas de câmbio serão semelhantes aos modelos atuais, embora haja uma mudança das atuais oito marchas para sete.

A proposta contém algumas dicas intrigantes sobre a direção que as regras estão tomando para 2021, incluindo detalhes de um MGU-K mais poderoso que fornecerá 30kW a mais do que no momento.

“Além de estarem em conformidade com os regulamentos (incluindo quaisquer áreas restritas necessárias para o pacote aerodinâmico 2021 – a ser desenvolvido), cada equipe desenvolverá comprimento, largura e altura mínimas, e cada equipe desenvolverá o peso e o centro de gravidade.”

“Prevê-se que esforços significativos devem ser aplicados para alcançar um tamanho e peso mínimos para a unidade, mas também é reconhecido que existem alguns fatores que dificultarão isso.”

“Em primeiro lugar, precisamos alcançar uma excelente confiabilidade diante de uma necessidade de vida de cerca de 5000 km. Em segundo lugar, haverá um aumento médio de velocidade de entrada de cerca de 14% a partir de hoje. Em terceiro lugar, deve haver algum aumento de potência para 2021 em relação a hoje, não apenas por causa do desenvolvimento natural, mas também por causa de um aumento de 30kW na produção do MGU-K.”

“Com a remoção da concorrência, espera-se que algumas caixas de câmbio mais complexas possam ser substituídas por mais econômicas.”

"Apesar desses fatores negativos, os melhores esforços ainda devem ser aplicados para otimizar estes requisitos conflitantes, mas como um guia, espera-se que caixa de câmbio seja em torno de 1,5 kg mais pesado do que uma caixa de câmbio da F1 de hoje."

O edital também contém outra sugestão interessante sobre planos futuros para peças ou projetos comuns: “embora todas as equipes tenham liberdade para projetar seus próprios eixos de acionamento, é previsto que, como parte dos regulamentos técnicos de 2021, o projeto do eixo acionador interno será prescrito. O fornecedor selecionado será incluído na definição detalhada dessa interface.”

A FIA diz que o fornecimento é baseado em quatro unidades por temporada, mas os números detalhados relacionados à quilometragem e uso no concurso preveem um calendário de até 24 corridas. A proposta também deixa claro que o fornecedor vencedor deverá trabalhar com as equipes em seu projeto.

“A unidade precisará ser projetada em conjunto com todos os concorrentes e fornecedores de motores existentes para garantir que ela funcione da melhor forma possível em todos os carros, e os melhores esforços devem ser feitos para satisfazer todos os concorrentes.”

“Claramente, os concorrentes que atualmente produzem suas próprias caixas de câmbio terão conhecimento construído que deve ser buscado e levado em consideração, se possível. Em particular, suas melhores práticas de design devem ser buscadas e um conjunto coerente de práticas de design acionadas durante o processo.”

Próximo artigo
"Achei que era piada", disse Fittipaldi sobre estreia em pré-temporada da F1

Artigo anterior

"Achei que era piada", disse Fittipaldi sobre estreia em pré-temporada da F1

Próximo artigo

Nova área de fábrica da Racing Point ocupará espaço 10 vezes maior que atual

Nova área de fábrica da Racing Point ocupará espaço 10 vezes maior que atual
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper