F1 libera pilotos para seguir se ajoelhando antes das corridas em 2021

Questão foi discutida entre os pilotos e o CEO da F1 em reunião no Bahrein

F1 libera pilotos para seguir se ajoelhando antes das corridas em 2021

Os pilotos de Fórmula 1 continuarão livres para se ajoelhar antes do início das corridas deste ano, com os chefes da categoria revisando as cerimônias antes do início de cada GP.

No ano passado, os pilotos da categoria máxima do automobilismo mostraram sua postura anti-racismo com em um momento especial reservado antes da largada. Mas o gesto dividiu opiniões entre os pilotos.

Leia também:

Enquanto Lewis Hamilton liderava a ação, seis dos 20 pilotos - Charles Leclerc, Carlos Sainz, Max Verstappen, Daniil Kvyat, Antonio Giovinazzi e Kimi Raikkonen - não se ajoelharam, apesar de apoiarem a campanha.

A questão de continuar se ajoelhando ou não foi discutida entre os pilotos e o CEO da F1, Stefano Domenicali, em uma reunião durante os testes no Bahrein e um novo plano foi acordado.

Com a categoria ansiosa para ajustar a abordagem de sua mensagem ‘We Race as One’ ('Nós Corremos Como Um', em português) este ano, com o icônico arco-íris tendo sido descartado, ela irá alterar o que é feito no grid.

Enquanto um tempo definido será reservado para tal cerimônia, a F1 quer usar isso para mostrar um apoio unido a uma série de questões importantes nas quais sente que é necessário aumentar a conscientização - como sustentabilidade, diversidade e inclusão.

A partir do GP do Bahrein, os pilotos se reunirão novamente antes da largada, e isso será feito coletivamente como uma demonstração de apoio à campanha.

Os pilotos ficarão totalmente livres para escolher qualquer gesto que desejem fazer durante este período.

Um porta-voz da F1 disse: “Toda a Fórmula 1 está unida em prol do movimento #WeRaceAsOne e os pilotos mostrarão seu próprio apoio à iniciativa antes do GP."

“Os pilotos serão livres para mostrar o seu empenho à sua maneira antes da corrida e não haverá necessidade de fazerem um gesto específico."

“O importante é que todos eles estejam juntos em total apoio às nossas iniciativas de sustentabilidade, diversidade e inclusão e comunidade.”

Hamilton disse no início deste ano que achava que 2021 oferecia uma oportunidade para que mais ações fossem tomadas para melhorar algumas questões importantes que estão em jogo - em vez de focar em gestos específicos.

“Não acho que seja a coisa mais importante que todo mundo se ajoelhe”, disse o britânico.

“Acho que é mais a ação que fazemos por trás disso."

“É importante que continue sendo um problema que afeta meu dia a dia e muitas pessoas lá fora", concluiu. 

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

SÉRGIO MAURÍCIO sobre F1 na BAND: "O diferencial será fazer o que a Globo vinha deixando de fazer"

PODCAST – Temporada 2021 marca nova era na cobertura do esporte a motor na TV?

 

compartilhar
comentários
F1: Gasly quer "manter os pés no chão" em 2021 mas não vai desperdiçar oportunidades em busca de segunda vitória
Artigo anterior

F1: Gasly quer "manter os pés no chão" em 2021 mas não vai desperdiçar oportunidades em busca de segunda vitória

Próximo artigo

TELEMETRIA: Rico Penteado explica o que GP do Bahrein reserva para abertura da F1

TELEMETRIA: Rico Penteado explica o que GP do Bahrein reserva para abertura da F1
Carregar comentários