F1: Mercedes explica decisão de não trocar toda a unidade de potência de Hamilton

Segundo Andrew Shovlin, as simulações apontavam que essa troca é a que apresentava o melhor benefício

F1: Mercedes explica decisão de não trocar toda a unidade de potência de Hamilton

Com a preocupação com riscos de confiabilidade nas etapas finais da temporada 2021 da Fórmula 1, a Mercedes optou por colocar apenas um motor de combustão interna novo no carro de Lewis Hamilton. E a equipe explicou que evitou uma troca total da unidade de potência porque não haveriam benefícios de confiabilidade ou performance extra.

A escolha de trocar apenas um único componente significa que Hamilton terá uma punição de 10 posições no GP da Turquia em vez de largar do fundo do grid, se tivesse trocado tudo. Falando sobre a opção da Mercedes, Andrew Shovlin, diretor de engenharia de pista, sente que a mudança não oferecia os benefícios para justificar.

Leia também:

"Estamos simulando todas as corridas até o fim do ano. Há um balanço e risco de problema de confiabilidade, e obviamente a coisa que você não quer é uma falha durante a corrida, tendo que ser punido de qualquer jeito".

"Há também um elemento de performance, porque as unidades de potência perdem um pouco de potência durante suas vidas. A punição de 10 posições é a que mais contribui para o elemento de confiabilidade e a performance do próprio motor de combustão interna, então é melhor tomar 10 posições do que sair do fundo".

Lewis Hamilton, Mercedes, talks with members of his team

Lewis Hamilton, Mercedes, talks with members of his team

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

Enquanto a Mercedes ainda pode optar por mais trocas ao longo do fim de semana, especialmente se Hamilton não for bem na classificação, Shovlin acha que isso não vai além do motor de combustão interna.

"Dificilmente. Há uma grande quantidade de trabalho quando você começa a mudar esses elementos durante um final de semana de corrida, então estamos felizes com a decisão tomada até aqui, e provavelmente seguiremos com ela".

Apesar de Valtteri Bottas ter sofrido para subir no grid após sair no fundo em Sochi, Shovlin espera que Istambul ofereça melhores oportunidades para Hamilton. Ele mencionou ainda quando o britânico teve uma boa corrida na GP2 em 2006, quando se recuperou da 19ª posição para terminar em segundo.

DIRETO DO PADDOCK: Hamilton trocará de motor na Turquia? Tudo sobre a quinta-feira da F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #136 – Ju Cerasoli faz raio-X da rivalidade Hamilton X Verstappen de quem acompanha direto do paddock

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Honda descarta se envolver em projeto de motor para 2026
Artigo anterior

F1: Honda descarta se envolver em projeto de motor para 2026

Próximo artigo

F1: Hamilton lidera TL2 na Turquia e termina como o mais rápido do dia; Verstappen é 5º

F1: Hamilton lidera TL2 na Turquia e termina como o mais rápido do dia; Verstappen é 5º
Carregar comentários