F1: Organização do GP da Bélgica afirma que buscará forma de compensar público em Spa

Vanessa Maes disse estar decepcionada com os acontecimentos do domingo, mas que respeita decisão da direção de prova

F1: Organização do GP da Bélgica afirma que buscará forma de compensar público em Spa

Após o encerramento do GP da Bélgica deste domingo, diversos pilotos fizeram declarações públicas pedindo que a Fórmula 1 reembolsasse os fãs pelos ingressos comprados, já que eles não receberam por aquilo que pagaram. E a organização da etapa de Spa-Francorchamps confirmou que negociará com a categoria uma forma de compensar o público.

A chuva intensa que caía em Spa no domingo impediu a realização da corrida. Originalmente programada para 10h, horário de Brasília, a direção de prova adiou o início até 10h25, realizando duas voltas de apresentação antes de determinar a primeira bandeira vermelha, após reclamações dos pilotos sobre a falta de aderência e visibilidade.

Leia também:

Apesar da janela de três horas para a realização de um GP, a direção de prova determinou o reinício às 13h17, dando três voltas atrás do safety car antes de interromper novamente e encerrar. Tendo cumprido o mínimo determinado pelo regulamento, de duas voltas, Max Verstappen foi declarado o vencedor e o top 10 recebeu metade dos pontos atribuídos.

Após o fim da prova, pilotos como Lewis Hamilton, Sebastian Vettel, Fernando Alonso e outros pediram publicamente à F1 para que o valor dos ingressos sejam reembolsados, já que os fãs tiveram que aguardar quase quatro horas na chuva e no frio por uma corrida que sequer aconteceu.

Horas após o fim da prova, Vanessa Maes, organizadora do GP da Bélgica, se pronunciou sobre os acontecimentos do domingo.

"É difícil de falar nestes momentos, mas quero falar para o nosso público", disse Maes conforme publicado pelo portal belga DH.net. "O GP da Bélgica gostaria de expressar sua decepção com o resultado da etapa, que representa a conclusão de um ano de trabalho em que superamos todos os nossos obstáculos".

"Sempre deixei claro que a saúde do público é primordial. Dos pilotos também. A segurança deve estar em primeiro lugar e, portanto, respeito a decisão da direção de prova".

"É claro que compartilho da enorme decepção de nossos clientes que viveram um dia dantesco".

Maes disse que, nos próximos dias vai descansar um pouco e olhar para o futuro, mas mandou um recado aos fãs.

"Vou refletir e discutir nos próximos dias com a Formula One Management sobre como poderíamos oferecer uma compensação aos nossos espectadores após este caso de força maior".

Entre as possibilidades mais óbvias, estão vantagens relacionadas à aquisição de ingressos para a etapa de 2022, como um desconto ou preferência na hora da compra. Apesar de FIA, F1 ou o circuito de Spa não terem nenhuma culpa pelo desenrolar do dia, o gesto para o público é visto como algo importante, em um momento em que a categoria busca se aproximar de sua audiência mais do que nunca.

F1 AO VIVO - FIASCO NA BÉLGICA: tudo sobre a corrida que NÃO ACONTECEU em Spa; Rico Penteado analisa

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #124 – Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Em meio à guerra na F1, Red Bull contrata engenheiro ex-Mercedes
Artigo anterior

Em meio à guerra na F1, Red Bull contrata engenheiro ex-Mercedes

Próximo artigo

F1 - Bernie Ecclestone diz que cancelar corrida na Bélgica foi um erro: "Pilotos deveriam ter decidido"

F1 - Bernie Ecclestone diz que cancelar corrida na Bélgica foi um erro: "Pilotos deveriam ter decidido"
Carregar comentários