Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
56 dias
06 mai
Próximo evento em
98 dias
20 mai
Próximo evento em
112 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
126 dias
10 jun
Próximo evento em
133 dias
24 jun
Próximo evento em
147 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
154 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
168 dias
29 jul
Próximo evento em
182 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
210 dias
02 set
Próximo evento em
217 dias
09 set
Próximo evento em
224 dias
23 set
Próximo evento em
238 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
245 dias
07 out
Próximo evento em
252 dias
21 out
Próximo evento em
266 dias
28 out
Próximo evento em
273 dias
05 nov
Próximo evento em
281 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
294 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
309 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
318 dias

F1: Promotores do GP da China buscam adiamento da prova em 2021

compartilhar
comentários
F1: Promotores do GP da China buscam adiamento da prova em 2021
Por:
, Editor
Co-autor: Frankie Mao

Plano dos organizadores de Xangai pode impor desafio à categoria em termos de calendário

O GP da China deve ser a segunda corrida da Fórmula 1 a ser adiada na temporada 2021, já que os promotores do evento de Xangai buscam o adiamento da prova para o final do campeonato.

Além da etapa chinesa, o GP da Austrália deve ser adiado. A corrida de Melbourne deveria abrir a temporada, mas deve 'ficar para depois' em função das medidas do governo australiano para o combate à pandemia.

O editor recomenda:

“Temos estado em contato [com a F1] por teleconferência quase todas as semanas”, disse Yibin Yang, o gerente geral do promotor de corridas Juss Event, à mídia local, incluindo o Motorsport.com, no sábado. “Apesar de o calendário estar em vigor como de costume, acho que é extremamente incerto que a corrida de F1 acontecerá no primeiro semestre do ano, em [11 de] abril.

“Pretendemos trocá-lo para o segundo semestre do ano e apresentamos formalmente o pedido. Esperamos mudá-lo para o segundo semestre", afirmou o representante da empresa que promove o evento chinês.

O adiamento da corrida abriria uma segunda vaga em abril, junto com a data de 25 de abril originalmente planejada para a agora abandonada corrida do Vietnã. Entende-se que Ímola e Portimão - circuitos que entraram no calendário de 2020 - estão brigando para preencher essas lacunas, tendo ambos estado na disputa para substituir o Vietnã e iniciar a temporada europeia.

Portanto, um adiamento do GP da China aumentaria o desafio que a F1 enfrenta no segundo semestre do ano, com a Austrália também tentando buscar uma data revisada. Em 2020, a prova de Melbourne acabou fora do calendário.

Atualmente, há apenas quatro fins de semana livres entre o final das férias de meio de ano e o final da temporada em Abu Dhabi em 5 de dezembro, o que significa que, para encaixar a Austrália e a China de volta ao calendário, seria necessária uma série de mudanças.

Yang falou sobre o desafio: “Transferir para o segundo semestre do ano depende do plano do governo municipal. Se colocarmos todos os eventos internacionais para o segundo semestre, vai estar acima da capacidade da cidade."

"Para sediar qualquer evento sucessivamente, são necessários recursos públicos, polícia e secretarias. Se tivermos que sediar todos os grandes eventos no segundo semestre, haverá falta de recursos públicos, bem como conflitos em termos de marketing.”

Max revela RECUSA a oferta da Mercedes em 2014; veja mais detalhes da negociação

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Motorsport.com debate a expectativa para a temporada 2021 da F1; ouça

 

.

Brundle: Hamilton não teve rival desde que Rosberg se aposentou

Artigo anterior

Brundle: Hamilton não teve rival desde que Rosberg se aposentou

Próximo artigo

Wolff: Hamilton não acha que a Mercedes gira em torno dele

Wolff: Hamilton não acha que a Mercedes gira em torno dele
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da China Ingressos
Autor Luke Smith