F1: Red Bull "virá lutando" após pausa de verão para apagar "grandes azares"

Christian Horner disse que equipe sai frustrada da Hungria, mas que manterá foco para segunda metade do campeonato

F1: Red Bull "virá lutando" após pausa de verão para apagar "grandes azares"

O chefe da Red Bull, Christian Horner, jurou que sua equipe "virá lutando" após a pausa de verão da Fórmula 1, buscando superar dois finais de semana decepcionantes, que lhe fizeram perder a liderança de ambos os Mundiais.

Max Verstappen havia aberto uma vantagem de 32 pontos sobre Lewis Hamilton no Mundial de Pilotos após vitórias seguidas na França, Estíria e Áustria, mas chegou à pausa de verão oito pontos atrás após dois finais de semana marcados por incidentes.

Leia também:

Em Silverstone, Verstappen teve uma batida de 51G na Copse após um toque de Hamilton, enquanto na Hungria ele foi uma das vítimas do strike de Valtteri Bottas na largada.

Mesmo sem uma parte considerável de downforce, Verstappen conseguiu fazer ainda dois pontos, mas sem a liderança do campeonato após Hamilton subir para segundo com a desclassificação de Sebastian Vettel. Nos Construtores, a Mercedes também superou a rival e lidera hoje por 12 pontos.

Horner prometeu que a Red Bull virá com tudo após a pausa de verão, a partir do GP da Bélgica, confiante que a onda de azar da equipe chegará ao fim.

"Vencemos seis corridas na primeira metade do ano. As corridas em que não pontuamos, Azerbaijão não foi culpa de Max, Silverstone não foi sua culpa, aqui [Hungria] não foi sua culpa".

"Então, nossa sorte mudará. Ao longo de uma temporada criará um balanço e mal posso esperar pela segunda metade. Toda a equipe merece a pausa e os pilotos terão um tempo livre. Acredite em mim, chegaremos lutando na segunda metade e será interessante".

A Red Bull deixa a Hungria particularmente frustrada pelos danos causados pelos acidentes e os problemas com os motores de Verstappen e Sergio Pérez.

Antes da corrida, Verstappen foi forçado a colocar o terceiro e último motor da Honda devido a um problema que pode ser consequência de Silverstone, enquanto Pérez, que foi vítima de Bottas, não deve reutilizar a unidade de potência.

Se a mudança do motor de Pérez for confirmada, ambos os pilotos enfrentarão uma penalização em algum momento do ano, quando acontecer a troca programada da unidade.

"Isso certamente não ajudará", admitiu Horner. "Temos muitos danos de acidentes e potencialmente dois motores perdidos como resultado da ação de outros pilotos, então é muito frustrante".

"Mas estamos próximos da liderança. Vamos para a pausa, tivemos grandes azares nas últimas corridas, foi brutal em peças e motores danificados, mas vamos manter o foco e viremos lutando para a segunda metade".

Saiba o tamanho da volta de Alonso e a coincidência com Schumacher em retorno

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast – A primeira metade do campeonato da F1 foi a mais incrível dos últimos anos?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
ANÁLISE F1: Red Bull resolve 'tradição incômoda’ e cresce em meio a 'estagnação' da Mercedes
Artigo anterior

ANÁLISE F1: Red Bull resolve 'tradição incômoda’ e cresce em meio a 'estagnação' da Mercedes

Próximo artigo

F1: Hamilton "orgulhoso" por camisa pró-LGBTQIA+ de Vettel na Hungria

F1: Hamilton "orgulhoso" por camisa pró-LGBTQIA+ de Vettel na Hungria
Carregar comentários