Últimas notícias

F1: Verstappen, Hamilton e chefes de equipe condenam episódios "inaceitáveis" de assédio e preconceito na Áustria

Vettel cobrou "tolerância zero" do esporte com os agressores, enquanto Horner pediu que autoridades tomem ação rápida, defendendo um espaço inclusivo no esporte

Dutch fans fill the air with orange as Max Verstappen, Red Bull Racing RB18, 1st position, passes at the end of the Sprint race

Max Verstappen, Lewis Hamilton, além de outros pilotos e chefes de equipe criticaram duramente os episódios "chocantes" de assédio e preconceito relatados por espectadores durante o fim de semana do GP da Áustria de Fórmula 1, com Sebastian Vettel afirmando que o correto seria uma política de "tolerência zero", banindo essas pessoas das corridas.

Várias publicações foram feitas nas redes sociais nos últimos dias relatando episódios de assédio sexual, racismo e homofobia nas arquibancadas do GP. Isso levou a um comunicado da F1 criticando as ações, classificando-as como "inaceitáveis".

Leia também:

No Instagram, Hamilton disse que esses episódios são "nojentos", e Verstappen acompanhou o rival nos comentários durante a coletiva pós-GP.

"Essas coisas não devem acontecer. Li algumas coisas chocantes. Eu sequer deveria ter que dizer isso, deveria ser uma compreensão geral de que essas coisas não devem acontecer. Um ser humano não deveria pensar ou se comportar assim".

Para o holandês, é preciso melhorar a segurança e supervisão para ajudar os fãs que são alvos de assédio e preconceito, sugerindo inclusive um limite na quantidade de álcool vendido aos fãs, mas reforçou que isso não pode ser "uma desculpa".

"Quando você bebe, pode fazer coisas estúpidas, e isso não é uma desculpa, mas é um tipo de coisa que pode ser controlado. Há uma certa quantidade de álcool antes de dizer 'é hora de ir pra cama'".

Max Verstappen, Red Bull Racing

Max Verstappen, Red Bull Racing

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Alguns fãs que foram alvo de assédio e preconceito foram encontrados pela F1 para discutir o assunto e foram levados ao paddock para conhecer os pilotos. A Mercedes encontrou uma mulher que teve seu vestido levantado por um grupo de bêbados que disseram que ela não merecia respeito por ser fã de Hamilton.

"Descobrimos que isso havia acontecido", disse Wolff, cobrando ação contra os responsáveis. "Se você comete algum tipo de abuso, seja misógino, racista, homofóbico, você é simplesmente um descerebrado, e não há álcool que justifique isso".

"Esse é um esporte polarizador e levanta emoções. Queremos isso. Mas, novamente, não podemos permitir que esses poucos idiotas estejam conosco".

Na coletiva, Hamilton disse que os episódios o chocaram, e reforçou a necessidade da F1 "seguir fazendo mais" para combater tais comportamentos.

"Isso apenas reforça que segue sendo um problema em todos os lugares, e acaba sendo uma questão de educação x ignorância. Então temos que trabalhar juntos em nossas plataformas para espalharmos palavras positivas. As pessoas precisam vir e se sentir seguras, incluídas, podendo acompanhar quem elas querem".

"Não deveria depender de seu gênero, sexualidade, cor da sua pele. É uma questão de todos aqui podendo ter um bom momento".

O tetracampeão Vettel pediu punições fortes aos responsáveis, com uma abordagem de "tolerância zero": "É horrível não? É bom que essas histórias apareçam. É um começo, mas é horrível. Essas pessoas deveriam ter vergonha de si próprias, e deveriam ser banidas dos eventos para sempre".

Outro chefe de equipe que criticou os episódios foi Christian Horner, da Red Bull, que classificou os casos como "inaceitáveis", e cobrou ações dentro e fora das pistas.

"Ficamos chocados por ouvir sobre esses incidentes de comportamento abusivo. Isso é completamente inaceitável e esperamos que a segurança e as autoridades lidem com isso rapidamente, já que não há espaço para isso nas corridas ou na sociedade. Valorizamos inclusão e queremos um espaço seguro para que os fãs curtam nosso esporte".

PÓDIO: Leclerc DERROTA Max na casa da RBR; Sainz tem carro em CHAMAS e Hamilton se recupera

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #185 - Ainda há quem resista ao halo após mais duas vidas salvas?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Artigo anterior F1: Wolff não condena escolha de Binotto em deixar pilotos da Ferrari brigarem na pista
Próximo artigo F1: O que está atrasando a confirmação da parceria entre Red Bull e Porsche?
Assinar