F1 - Verstappen se junta a Hamilton em polêmica com Piquet: "Essas palavras não podem ser usadas"

Atual campeão afirmou que tais declarações não tem espaço na F1 e no resto do mundo

F1 - Verstappen se junta a Hamilton em polêmica com Piquet: "Essas palavras não podem ser usadas"
Carregar reprodutor de áudio

Além de Lewis Hamilton, Max Verstappen também esteve sob os holofotes durante a quinta da Fórmula 1 em Silverstone, devido à sua relação com o sogro Nelson Piquet em meio à polêmica declaração sobre o piloto da Mercedes. Questionado sobre o caso o holandês se solidarizou com o lado do rival, afirmando que palavras de tal teor não têm espaço “no mundo todo”.

O comentário que estourou nas redes sociais na última semana foi feito por Piquet em uma entrevista no ano passado. Isso levou a uma forte reação da comunidade desportiva, incluindo notas de repúdio da F1 e da FIA.

Leia também:

Em resposta, Hamilton disse que "chegou a hora" de mudar "pensamentos arcaicos". E agora Piquet se manifestou sobre o caso, dizendo que gostaria de "esclarecer histórias que circulam na imprensa sobre um comentário que fiz em uma entrevista no ano passado".

Apesar de Piquet admitir que o que foi dito "foi mal pensado, e não vou me defender disso", ele alega que o termo usado "é ampla e historicamente usado de forma coloquial na língua portuguesa como sinônimo de 'pessoa' ou 'cara', e não foi usado com intenção de ofender".

Em entrevista à Sky Sports F1 nesta quinta-feira em Silverstone, Verstappen foi questionado sobre seu posicionamento em relação às polêmicas recentes, envolvendo as declarações de Piquet e Jüri Vips, que teve seu contrato com a Red Bull rescindido após utilizar uma palavra de conotação racista durante uma transmissão na Twitch.

Perguntado se ele concorda que tal tipo de declaração não tem lugar na F1, respondeu: “Em geral, no mundo todo. Não apenas na F1”.

“Não acho que seja correto usar esse tipo de palavra, mas acho que tudo começa pela educação. Hoje em dia, desde a infância, em casa e nas escolas, é preciso aprender que essas palavras não podem ser ditas ou usadas”.

Verstappen seguiu falando que ele e todos os pilotos da F1 apoiam essa defesa de posicionamento.

“É o que estamos trabalhando na F1, em conjunto com Lewis, estamos trabalhando com isso para o futuro e todos os pilotos concordam com isso. Todos apoiamos isso”.

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #184 - Felipe Kieling, da Band, revela como foi substituir Mariana Becker na cobertura da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
F1: Hamilton cobra “ações reais" contra racismo e que parem de dar plataforma às “vozes mais velhas”
Artigo anterior

F1: Hamilton cobra “ações reais" contra racismo e que parem de dar plataforma às “vozes mais velhas”

Próximo artigo

F1: Verstappen diz que Piquet “definitivamente não é racista” e se diz contra banimento do paddock

F1: Verstappen diz que Piquet “definitivamente não é racista” e se diz contra banimento do paddock