F1: "Você muda entre os mesmo pneus e vira um carro diferente", diz Alonso

Largando em nono, atrás de companheiro de equipe, Alonso está feliz com resultado, mas vê desempenho dos pneus como problema na classificação.

F1: "Você muda entre os mesmo pneus e vira um carro diferente", diz Alonso
Fernando Alonso fez o nono tempo no Q3 e ficou contente com o desempenho da Alpine em Hungaroring, um circuito que não favorece a equipe. Porém, para o espanhol, o problema no final de semana foi a inconsistência dos jogos de pneus macios durante o fim de semana.
 
"Eu estou feliz. Não esperávamos ir tão bem. O último circuito lento com várias curvas foi Mônaco e acho que terminamos em 17º na classificação, fora no Q1, então não sabíamos o que esperar na Hungria também e ter os dois carros no Q3 nos dá uma chance de pontuar, é isso que queremos", disse Alonso.

Leia também:

"Mais do que a pista, tivemos problemas de inconsistência com os pneus todo o fim de semana. Você coloca dois jogos que são iguais na teoria e na prática você tem dois carros completamente diferentes. Isso nos prejudicou no Q3 porque acho que eu usei o jogo com os bons no Q2 e os ruins no Q3. Tem uma inconsistência ali, mas eu sairei com os pneus bons que foram usados no Q2, então vamos ver amanhã".

Acho que é uma corrida que depende totalmente do domingo, da posição que você precisa sair. Não tem quase nada de ultrapassagem, então foi importante estar no top 10 hoje. Nós largamos de macios, que é uma desvantagem, mas preferimos essa desvantagem e largar na frente do que largar lá atrás com médios."
 

F1 2021: Debate sobre o treino classificatório do GP da Hungria, com Verstappen VS Hamilton | Q4

 

compartilhar
comentários
F1: Verstappen 'pistola em coletiva com perguntas "de m***" sobre rivalidade com Hamilton

Artigo anterior

F1: Verstappen 'pistola em coletiva com perguntas "de m***" sobre rivalidade com Hamilton

Próximo artigo

F1: Pérez acredita que alta temperatura "definitivamente" pesou em falta de equilíbrio

F1: Pérez acredita que alta temperatura "definitivamente" pesou em falta de equilíbrio
Carregar comentários