Fernando Alonso completa 38 anos sem saber onde correr em 2020

Espanhol, campeão do Mundial de Endurance deste ano, deixou a próxima temporada em aberto e segue com futuro indefinido

Fernando Alonso completa 38 anos sem saber onde correr em 2020
Carregar reprodutor de áudio

Fernando Alonso está completando 38 anos de idade nesta segunda-feira e segue sem definir em qual ou quais categorias irá correr em 2020. O bicampeão de Fórmula 1 não quis renovar com a Toyota para após conquistar o título do Campeonato Mundial de Endurance (WEC) neste ano, ao lado de Sébastien Buemi e Kazuki Nakajuma.

O espanhol já foi especulado na Indy, na Fórmula E, no Mundial de Rali e seu nome circula até como um potencial substituto de Sebastian Vettel na Ferrari, caso o alemão opte por uma aposentadoria precoce ao fim da temporada.

No entanto, ninguém confirma ter interesse nos serviços dele e o próprio piloto descartou vários destes rumores. Ele tem dito com frequência que já sabe exatamente como será o seu futuro, mas essa certeza nunca é acompanhada de um anúncio oficial.

Alonso coleciona vitórias em todas as categorias pelas quais passou, desde os tempos de kart. Ele ganhou o mundial da categoria em 1996. Três anos depois, foi campeão da Fórmula Open Nissan. Sua estréia na F1 aconteceu no ano 2001 e na categoria, o espanhol acumulou 32 vitórias e dois títulos mundiais.

Nos últimos anos, o asturiano passou a competir em corridas de diversas modalidades, tendo conquistado vitórias em corridas lendárias, como as 24 Horas de Daytona, e as 24 Horas de Le Mans, que venceu duas vezes, em 2018 e 2019.

O sexto maior vencedor da F1

Em 2001, Alonso estreou na categoria pela fraca Minardi, mas chamou a atenção de Flávio Briatore que levou o espanhol para a Renault, equipe pela qual conquistou 17 vitórias e seus dois títulos mundiais. O asturiano também teve uma passagem pela Ferrari, com a qual venceu 11 vezes entre 2010 e 2014. Ele pilotou ainda pela McLaren, tendo triunfado quatro vezes pelo time, em 2007. 

A última vitória de Alonso na F1 aconteceu no GP da Espanha de 2013, quando guiava pela Ferrari. Com o triunfo, o espanhol ultrapassou Nigel Mansell no ranking histórico e se garantiu como o sexto maior vencedor da categoria. Veja abaixo as principais atuações do bicampeão na Fórmula 1.

GP da Espanha de 2001
GP da Espanha de 2001
1/25
Em seu quinto Grand Prix com a Minardi, Alonso se classificou em 18º, à frente de Giancarlo Fisichella, da Renault, e Pedro de la Rosa, da Jaguar (com quem compete na foto, na primeira curva). Alonso terminou em 13º, à frente de Fisichella e Jenson Button.

Foto de: Russell Batchelor / Motorsport Images

GP do Japão de 2001
GP do Japão de 2001
2/25
Alonso se classificou em 18º e terminou em 11º, à frente de Heinz-Harald Frentzen (Prost), Olivier Panis (BAR) e das duas Arrows.

Foto de: Minardi Formula 1

GP da Espanha de 2003
GP da Espanha de 2003
3/25
Alonso se classificou em terceiro lugar com a Renault, atrás das duas Ferraris que ocuparam a primeira fila. Ele derrotou Barrichello no domingo para terminar em segundo, atrás de Schumacher.

Foto de: LAT Images

GP da Hungria de 2003
GP da Hungria de 2003
4/25
Alonso quebrou o recorde de Bruce McLaren e se tornou o então mais jovem piloto da história a vencer uma corrida de F1.

Foto de: LAT Images

GP da França de 2004
GP da França de 2004
5/25
Uma de suas maiores derrotas. Michael Schumacher e a Ferrari realizaram uma incrível estratégia de quatro paradas para derrotar Alonso, que havia arrebatado a pole.

Foto de: LAT Images

GP de San Marino de 2005
GP de San Marino de 2005
6/25
Em uma exibição épica de pilotagem defensiva na parte final da corrida, Alonso manteve Schumacher para trás e conquistou um de seus maiores triunfos.

Foto de: LAT Images

GP do Japão de 2005
GP do Japão de 2005
7/25
Talvez a corrida seja lembrada pela ultrapassagem de Kimi Raikkonen sobre Giancarlo Fisichella pela vitória em Suzuka, mas Alonso também brilhou, saindo de 16º para chegar no pódio.

Foto de: XPB Images

GP do Japão de 2006
GP do Japão de 2006
8/25
Sua última vitória com a Renault (pelo menos por enquanto!) antes da ida para a McLaren. Alonso estava em uma batalha com Michael Schumacher pelo triunfo até que o motor de Schumi explodiu, permitindo que o espanhol se aproximasse de seu segundo título.

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

GP da Europa de 2007 (Nurburgring)
GP da Europa de 2007 (Nurburgring)
9/25
Foi uma corrida maluca, com uma tempestade que interrompeu o evento. No reinício, Alonso venceu após uma dura batalha com Felipe Massa (Ferrari).

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

GP da Itália de 2007
GP da Itália de 2007
10/25
Quarta vitória de Alonso naquela temporada, a última com a McLaren.

Foto de: Sutton Motorsport Images

GP do Japão de 2008
GP do Japão de 2008
11/25
Após sua polêmica vitória em Cingapura, Alonso conseguiu repetir a dose na próxima corrida, em Fuji, ao derrotar a BMW-Sauber de Robert Kubica.

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

GP do Bahrein de 2010
GP do Bahrein de 2010
12/25
Alonso conseguiu uma vitória sortuda em sua primeira corrida com a Ferrari, já que o líder Sebastian Vettel, da Red Bull, sofreu um problema que o levou a terminar em quarto.

Foto de: Lorenzo Bellanca / Motorsport Images

GP da Itália de 2010
GP da Itália de 2010
13/25
Ele conquistou a primeira vitória da Ferrari em casa desde a era Schumacher, superando a McLaren de Jenson Button.

Foto de: Sutton Motorsport Images

GP de Cingapura de 2010
GP de Cingapura de 2010
14/25
No estilo Imola 2005, Alonso agarrou-se à vitória por apenas 0s293, depois da intensa pressão de Vettel.

Foto de: LAT Images

GP da Coréia do Sul de 2010
GP da Coréia do Sul de 2010
15/25
Afetada pela chuva, a corrida marcou a quinta vitória de Alonso naquele ano.

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

GP da Inglaterra de 2011
GP da Inglaterra de 2011
16/25
Depois de uma parada ruim arruinar a corrida de Vettel, Alonso aproveitou a oportunidade para vencer por 16 segundos. Seria o único triunfo do espanhol e da Ferrari naquela temporada.

Foto de: Sutton Motorsport Images

GP da Malásia de 2012
GP da Malásia de 2012
17/25
Em condições climáticas mistas, Alonso se manteve à frente do desafiante Sergio Pérez, da Sauber.

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

GP da Europa de 2012 (Valencia)
GP da Europa de 2012 (Valencia)
18/25
Depois de um erro estratégico na classificação, ele saiu em 11º, mas completou um domingo perfeito. Alonso acabou ganhando com uma vantagem confortável. Ele diz que talvez seja a sua melhor vitória.

Foto de: Andrew Ferraro / Motorsport Images

GP do Brasil de 2012
GP do Brasil de 2012
19/25
Ele não pôde ganhar a corrida ou o título, mas passou de oitavo no grid para segundo na prova. Button foi inatingível na ponta e Vettel fez o suficiente para conquistar o mundial.

Foto de: Charles Coates / Motorsport Images

GP da Espanha de 2013
GP da Espanha de 2013
20/25
Ele saiu apenas em quinto, mas conseguiu algumas ultrapassagens incríveis na frente de seu público local. Ele passou Kimi Raikkonen e Lewis Hamilton em uma única manobra, derrotou Vettel e, em seguida, passou o líder Nico Rosberg para alcançar sua última vitória na F1. Um dia de grande inspiração, sem dúvida.

Foto de: Sutton Motorsport Images

GP da Hungria de 2014
GP da Hungria de 2014
21/25
Largando em quinto, Alonso conseguiu se colocar em primeiro lugar e parecia que poderia ganhar. No entanto, Daniel Ricciardo, com pneus mais novos, passou o espanhol a pouco tempo do fim e fez com que o bicampeão tivesse que se contentar com o segundo lugar.

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

GP dos Estados Unidos de 2016
GP dos Estados Unidos de 2016
22/25
A partir do 12º lugar com a sua McLaren-Honda, Alonso subiu a quinto, ultrapassando Massa antes de superar Sainz.

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

GP da Hungria de 2017
GP da Hungria de 2017
23/25
Outra grande performance, desta vez terminando em sexto após largar do oitavo lugar.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

GP da Austrália de 2018
GP da Austrália de 2018
24/25
Largou em 11º e terminou em quinto, à frente da Red Bull de Max Verstappen.

Foto de: Sutton Motorsport Images

GP do Azerbaijão de 2018
GP do Azerbaijão de 2018
25/25
Com os dois pneus do lado direito perfurados por uma colisão, Alonso foi aos boxes. E ele não só terminou a prova: também conseguiu chegar em sétimo, apenas 10 segundos atrás do líder. Ele descreveu a etapa como uma "corrida irrepetível".

Foto de: Sutton Motorsport Images

compartilhar
comentários
Veja linha do tempo animada do caótico GP da Alemanha de Fórmula 1
Artigo anterior

Veja linha do tempo animada do caótico GP da Alemanha de Fórmula 1

Próximo artigo

VÍDEO: Red Bull bate recorde de pit stop mais rápido na história da F1

VÍDEO: Red Bull bate recorde de pit stop mais rápido na história da F1