Ferrari anuncia reestruturação com novo departamento na área técnica; mesmo pressionado, Binotto segue na chefia

compartilhar
comentários
Ferrari anuncia reestruturação com novo departamento na área técnica; mesmo pressionado, Binotto segue na chefia
Por:
, Editor

Equipe terá novo departamento que mexerá com a estrutura técnica da Scuderia, focado no desenvolvimento de performance do carro

Após um início ruim da temporada 2020 da Fórmula 1, que colocou a equipe no pelotão do meio devido a uma perda significativa de velocidade de reta, a Ferrari anunciou uma reestruturação do departamento técnico. 

A equipe ocupa atualmente o quinto lugar no Mundial de Construtores após três corridas, impulsionada pelo impressionante segundo lugar de Charles Leclerc no GP da Áustria. Na prova passada, Sebastian Vettel e o monegasco foram, respectivamente, 6º e 11º.

Leia também:

Recentemente, o chefe da equipe, Mattia Binotto, disse que não haveriam demissões devido ao difícil início de temporada. Agora, a Ferrari anunciou uma reestruturação de sua equipe técnica, criando um novo departamento, de desenvolvimento de performance.

A reestruturação busca "conseguir um desenvolvimento de performance mais efetivo" ao "instituir uma cadeia de comando que é mais focada e simplificada, promovendo aos chefes de cada departamento os poderes necessários para atingir seus objetivos".

O departamento de desenvolvimento de performance será supervisionado por Enrico Cardile, que serviu como chefe de aerodinâmica e gerenciamento de projeto de carro da equipe.

"As outras áreas seguirão sem modificações, com Enrico Gualtieri encarregado da Unidade de Potência, Laurent Mekies como diretor esportivo e encarregado de atividades de pista, enquanto Simone Resta continuará a frente do departamento de engenharia de chassi", informou a equipe.

"Como sugerido há alguns dias, estamos fazendo mudanças no lado técnico da organização, para acelerar as áreas de design e desenvolvimento de performance do carro", explicou Binotto.

"Uma mudança de direção foi necessária para definir claramente as responsabilidades e viabilizar o progresso do trabalho, reafirmando a fé da empresa em seus talentos. O departamento de Enrico Cardile contará com a experiência de Rory Byrne e engenheiros reconhecidos como David Sanchez. Será a base para o desenvolvimento do carro".

"Acreditamos que o pessoal da Ferrari está no nível mais alto e não temos que invejar nossos rivais quanto a isso, mas precisamos fazer uma mudança decisiva, aumentando o nível em termos de responsabilidade para os chefes de departamento".

A Ferrari já reconhece que as dificuldades deverão continuar em 2021 já que os carros serão mantidos para contenção de gastos, com desenvolvimento limitado. Binotto reforçou que o foco da Ferrari é construir um projeto de longo prazo em Maranello que poderá ser bem-sucedido.

"Já dissemos isso várias vezes mas é necessário repetir: começamos a montar a fundação de um processo que deve levar a um novo e duradouro ciclo de vitórias. Vai levar algum tempo e vamos ter alguns reveses como o que estamos vivenciando agora em termos de resultado e performance".

"Porém, precisamos reagir a essas situações com força e determinação para voltarmos a ocupar o topo do esporte o mais rápido possível. É isso que queremos e que nossos fãs esperam de nós".

‘Deu ruim’! Bruno Senna relata acidente “tenso” do tio Ayrton com buggy em fazenda da família

PODCAST #059: O debate de fãs e haters sobre Hamilton com presença de Eric Granado

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Inspecionada pela FIA, Ímola fica próxima de retornar ao calendário da F1

Artigo anterior

Inspecionada pela FIA, Ímola fica próxima de retornar ao calendário da F1

Próximo artigo

Todt rebate críticas de Hamilton por falta de ação da F1 em protestos antirracistas: "Alguns lutam pela causa em silêncio"

Todt rebate críticas de Hamilton por falta de ação da F1 em protestos antirracistas: "Alguns lutam pela causa em silêncio"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Ferrari
Autor Luke Smith