Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
43 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
50 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
64 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
78 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
92 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
99 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
113 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
127 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
134 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
148 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
155 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
169 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
183 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
211 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
218 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
232 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
239 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
253 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
267 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
274 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
288 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
302 dias

Ferrari: Falha no motor de Leclerc foi mecânica, não de recuperação de energia

compartilhar
comentários
Ferrari: Falha no motor de Leclerc foi mecânica, não de recuperação de energia
Por:
31 de mar de 2019 20:38

Chefe da equipe, Mattia Binotto esclareceu que perda de potência se deveu a um problema em um dos cilindros do SF90 no Bahrein

Charles Leclerc liderava com folga o GP do Bahrein deste domingo para conquistar sua primeira vitória na Fórmula 1, mas um problema no motor da Ferrari impediu o triunfo do monegasco. Acreditava-se que o defeito na unidade motriz era relacionado ao sistema MGU-H de recuperação de energia, mas a equipe italiana confirmou que, na realidade, uma perda de cilindro foi a causa da queda de potência do carro de Leclerc.

As mensagens de rádio sugeriram que o novo contratado do time de Maranello tinha perdido o sistema MGU-H do motor, mas o chefe de equipe da Ferrari esclareceu que o problema foi na parte de combustão interna da unidade motriz. “Nós tivemos uma falha de conexão em um cilindro, mas ainda temos de entender o motivo”, disse Mattia Binotto.

O dirigente disse que a escuderia já está investigando as causas do problema e que testes serão realizados na fábrica e nas sessões livres do GP da China: "Estamos verificando o motor, mas não temos uma explicação clara para o que aconteceu. A unidade vai para Maranello para verificações cuidadosas, porque você precisa de tempo para fazer checagens com cuidado".

Leia também:


"Mas o motor estava funcionando no final da corrida. Certamente vamos usá-lo na China e teremos uma sexta-feira inteira para avaliar seu comportamento, sua funcionalidade e seu desempenho”, disse Binotto.

Perguntado sobre os rumores de que o problema estava relacionado com o MGU-H, o chefe da Ferrari respondeu: “Eu não sei de onde vieram os rumores. Não havia nada de errado com o componente. De toda forma, quando algo assim acontece, você tenta ver se há alguma maneira de melhorar”.

“Não era o caso hoje, então tivemos que administrar a corrida. Foi uma decisão corajosa continuar competindo naquelas condições. No final, conseguimos um terceiro lugar que foi importante, então a decisão foi certa”, comentou.

Binotto está confiante de que o incidente do Bahrein é um caso isolado e que o conserto deve ser simples: "É um problema único que será facilmente resolvido. Não está relacionado à maneira como estamos usando o motor ou ao mapeamento ou qualquer outra coisa. É uma falha pontual que investigaremos”.

Próximo artigo
"Pensei que ia explodir”, diz Leclerc sobre problema no motor no Bahrein

Artigo anterior

"Pensei que ia explodir”, diz Leclerc sobre problema no motor no Bahrein

Próximo artigo

GALERIA: Confira as melhores imagens do GP do Bahrein de F1

GALERIA: Confira as melhores imagens do GP do Bahrein de F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Sub-evento Corrida
Pilotos Charles Leclerc
Equipes Ferrari Compre Agora
Autor Jonathan Noble