Fórmula 1
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
21 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
35 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
63 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
70 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
84 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
98 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
105 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
119 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
126 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
140 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
154 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
182 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
189 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
203 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
210 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
224 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
238 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
245 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
259 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
273 dias

Ferrari ‘salva’ motor e Leclerc não trocará unidade para GP da China

compartilhar
comentários
Ferrari ‘salva’ motor e Leclerc não trocará unidade para GP da China
Por:
4 de abr de 2019 14:57

Peça defeituosa em motor de combustão interna foi trocada sem que houvesse necessidade de mudar propulsor

O time técnico de motores da Ferrari liberou, e o motor de Charles Leclerc poderá retornar à ação no GP da China da próxima semana.

A unidade do monegasco não sofreu danos graves no GP do Bahrein e não exigirá uma troca imediata para Xangai. O motor poderá ser instalado novamente no carro monegasco na sexta-feira, dia do primeiro treino livre do terceiro evento da F1 em 2019.

Leia também:

Após uma extensa análise em Maranello, que deixou claro o problema no injetor do cilindro 4 (algo que pode ser substituído sem incorrer em punição de grid), como revelado pelo jornal italiano Gazzetta dello Sport, especialistas da Ferrari – liderados por Corrado Iotti – concluíram que o V6 pode retornar em Xangai.

A temporada de 2019 deve ser concluída com apenas três motores, caso contrário o piloto será penalizado no grid por componentes da unidade motriz trocados. Em média, uma unidade inteira deve durar sete GPs.

Para o jovem monegasco é uma boa notícia, porque dilui em parte a decepção ao ver sua primeira vitória na F1 escorregando por entre seus dedos a dez voltas do fim da corrida. O piloto foi capaz de gerir sua queda de desempenho com a ajuda do pit wall da Ferrari e chegou ao final em terceiro lugar, o que o levou ao quarto posto no mundial de pilotos, entre Max Verstappen e Sebastian Vettel.

Apesar de perder a vitória, Leclerc conseguiu seu primeiro pódio na F1 e o problema mecânico que o tirou a corrida não terá impacto sobre o resto de seu ano.

Técnicos da Ferrari, no entanto, continuam a investigar a causa da falha no propulsor. Porque o motor da Ferrari sofre de problemas de confiabilidade desde a pré-temporada, em Barcelona.

Próximo artigo
Filho de Schumacher tem 'regras' sobre perguntas do estado de saúde do pai na F1

Artigo anterior

Filho de Schumacher tem 'regras' sobre perguntas do estado de saúde do pai na F1

Próximo artigo

Exclusivo: Os planos para nova fábrica da Racing Point na Inglaterra

Exclusivo: Os planos para nova fábrica da Racing Point na Inglaterra
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Localização Bahrain International Circuit
Pilotos Charles Leclerc
Equipes Ferrari Compre Agora
Autor Franco Nugnes