FIA analisa desprendimento de encosto de cabeça de Magnussen

Entidade coleta capacete e protetor de cockpit de piloto da Renault para entender melhor o que houve em acidente

FIA analisa desprendimento de encosto de cabeça de Magnussen
Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team
Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team RS16
Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team RS16
Jolyon Palmer, Renault Sport F1 Team RS16 leads Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team RS16
Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team on the grid
Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team RS16 on the grid
Carregar reprodutor de áudio

A FIA irá investigar os danos causados ao encosto de cabeça do cockpit de Kevin Magnussen em seu acidente durante o GP da Bélgica.

O replay da televisão mostrou o encosto de espuma saindo do carro após o dinamarquês bater no muro no topo da Eau Rouge. O acidente teve um impacto registrado de 42G.

Como é o procedimento normal após um acidente assim, a FIA coletou tanto o encosto de cabeça quanto o capacete de Magnussen para futuras pesquisas.

Embora o dinamarquês tenha sofrido apenas uma pequena lesão no tornozelo – provando a segurança do carro – a FIA está disposta a aprender com o que aconteceu.

De acordo com os regulamentos técnicos da FIA, o encosto de cabeça é "localizado por dois pinos horizontais atrás da cabeça do piloto e duas fixações de desengate rápido, que são claramente indicadas e são facilmente removíveis sem ferramentas, nos cantos do cockpit."

compartilhar
comentários
Hamilton é eleito Piloto do Dia pela primeira vez
Artigo anterior

Hamilton é eleito Piloto do Dia pela primeira vez

Próximo artigo

Hulkenberg diz que bandeira vermelha lhe custou pódio

Hulkenberg diz que bandeira vermelha lhe custou pódio
Carregar comentários