Galeria: relembre 11 corridas de F1 definidas na última volta

De ordens de equipe a finais apoteóticos, confira grandes viradas da Fórmula 1 ocorridas na volta final

Galeria: relembre 11 corridas de F1 definidas na última volta

Áustria, 2016

Áustria, 2016
1/11

Foto de: XPB Images

Mais bem ‘calçado’ com os pneus macios, Lewis Hamilton se aproximava de Nico Rosberg, que estava com supermacios desgastados, nas últimas voltas. Após um erro de Nico na primeira curva, Hamilton foi ao ataque na curva 2. Rosberg tentou defender a posição, mas danificou sua asa dianteira. Ele foi ultrapassado por Lewis. Lento, Nico ainda perdeu o pódio para Max Verstappen e Kimi Raikkonen.

Canadá, 2011

Canadá, 2011
2/11

Foto de: XPB Images

A última corrida definida na última volta antes do GP da Áustria de 2016 foi há cinco anos. Jenson Button chegou a ser o 21º no GP do Canadá de 2011 após punições e um acidente com Fernando Alonso. Inspirado, o inglês chegou ao segundo lugar nas últimas voltas atrás de Sebastian Vettel. O piloto alemão errou na última volta após grande pressão do britânico, dando a vitória a Jenson.

Japão, 2005

Japão, 2005
3/11

Foto de: XPB Images

Largando de 17º, Kimi Raikkonen tinha esperanças de ir ao pódio em Suzuka em 2005. Fazendo uma prova cheia de ultrapassagens, o finlandês chegou às últimas voltas pressionando Giancarlo Fisichella, da Renault, que havia largado em terceiro. Na última volta, Kimi passou o italiano com uma manobra fantástica na curva 1 e venceu a prova.

Europa, 2005

Europa, 2005
4/11

Foto de: XPB Images

Chegando em Kimi Raikkonen na última volta, Fernando Alonso via a possibilidade de vencer. O finlandês da McLaren tinha um pneu dechapando após uma saída de pista no meio da corrida. Na última volta a suspensão de Kimi cedeu e ele acabou batendo na primeira curva. Alonso ficou com a vitória.

Brasil, 2003

Brasil, 2003
5/11

Foto de: Jordan Grand Prix

Giancarlo Fisichella passou Kimi Raikkonen no último momento possível da prova para ganhar na pista. O italiano sacramentaria sua vitória após uma bandeira vermelha duas voltas depois, com o acidente de Fernando Alonso e Mark Webber. No entanto, Giancarlo demorou três semanas para receber o troféu após um erro da direção de prova, que não contabilizou a volta que havia aberto antes da bandeira vermelha. Kimi foi para o pódio em primeiro, mas Fisi ficou com a vitória.

EUA, 2002

EUA, 2002
6/11

Foto de: Ferrari Media Center

A devolução da famosa marmelada do GP da Áustria foi nos EUA. Schumacher liderou a prova toda com Barrichello atrás. Na reta final, o alemão tirou o pé para Rubens passa-lo e a diferença na bandeirada foi de apenas 0s011.

Áustria, 2002

Áustria, 2002
7/11

Foto de: Ferrari Media Center

Com Rubens Barrichello dominando o final de semana, a segunda vitória do brasileiro na F1 parecia estar chegando. Ele liderou a prova toda com o companheiro Michael Schumacher atrás. Mas, pelo campeonato, Rubens foi ordenado a trocar de posição com o alemão na reta final. Os fãs não receberam bem a ordem da Ferrari e vaiaram o time.

Espanha, 2001

Espanha, 2001
8/11

Foto de: DaimlerChrysler

Dando um bico na má fase, Mika Hakkinen parecia estar pronto para ganhar sua primeira corrida de 2001 na Espanha. Mas, quando menos esperava, seu carro quebrou e parou com meia volta para o fim. Michael Schumacher, que também sofria com problemas mecânicos em sua Ferrari, herdou a corrida.

Europa, 1997

Europa, 1997
9/11

Foto de: Renault

Após Michael Schumacher sair da prova ao tentar danificar o carro de Jacques Villeneuve durante uma ultrapassagem (o que deu o título ao canadense), o piloto da Williams continuou na corrida na liderança até a última volta. Foi quando deixou as duas McLarens de Mika Hakkinen e David Coulthard passarem por um acerto anterior feito entre os chefes das duas equipes. Villeneuve comemorou o campeonato em terceiro e Hakkinen venceu sua primeira corrida.

Canadá, 1991

Canadá, 1991
10/11

Foto de: Sutton Motorsport Images

Nigel Mansell abaixou a rotação do carro na última volta enquanto acenava para os fãs canadenses comemorando aquela que seria sua primeira vitória no retorno à Williams. Mas, por conta da cautela para salvar o motor, o alternador do carro falhou no ponto mais lento da pista e Nigel perdeu a corrida para Nelson Piquet com menos de 1km para a bandeirada.

Mônaco, 1970

Mônaco, 1970
11/11

Foto de: Hazel PR

O australiano Jack Brabham liderava a prova até a última volta, quando, devido à forte pressão de Jochen Rindt, bateu na Curva do Gasômetro e deixou a corria de bandeja para o austríaco.
compartilhar
comentários
Chefe diz que estratégia da Ferrari poderia ser vencedora

Artigo anterior

Chefe diz que estratégia da Ferrari poderia ser vencedora

Próximo artigo

Segundo Lauda, Hamilton "destruiu" quarto em Baku

Segundo Lauda, Hamilton "destruiu" quarto em Baku
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1