GP do Canadá chega ao 50º aniversário; confira curiosidades

Em três palcos diferentes, prova canadense se consolidou uma das mais tradicionais da Fórmula 1

GP do Canadá chega ao 50º aniversário; confira curiosidades
Carregar reprodutor de áudio
Três pistas já sediaram o GP do Canadá: Mont-Tremblant (2), Mosport (8) e Ile Notre-Dame (37) - que foi batizada de Gilles Villeneuve após a morte do canadense.
Três pistas já sediaram o GP do Canadá: Mont-Tremblant (2), Mosport (8) e Ile Notre-Dame (37) - que foi batizada de Gilles Villeneuve após a morte do canadense.
1/15

Foto de: XPB Images

Este é 50º aniversário do GP do Canadá, mas não é o 50º GP realizado em terras canadenses. A prova não aconteceu em 1975, 1987 e em 2009.
Este é 50º aniversário do GP do Canadá, mas não é o 50º GP realizado em terras canadenses. A prova não aconteceu em 1975, 1987 e em 2009.
2/15

Foto de: XPB Images

O Circuito Gilles Villeneuve se situa na Ile Notre-Dame, construída para a Olimpíada de 1976. A ilha artificial tem como base pedras retiradas da construção do metrô de Montreal.
O Circuito Gilles Villeneuve se situa na Ile Notre-Dame, construída para a Olimpíada de 1976. A ilha artificial tem como base pedras retiradas da construção do metrô de Montreal.
3/15

Foto de: XPB Images

O recordista de vitórias no Canadá é Michael Schumacher, com sete triunfos (1994, 1997, 1998, 2000, 2002, 2003 e 2004).
O recordista de vitórias no Canadá é Michael Schumacher, com sete triunfos (1994, 1997, 1998, 2000, 2002, 2003 e 2004).
4/15

Foto de: Michael Kim

No grid atual, Hamilton é o piloto com mais vitórias: cinco (2007, 2010, 2012, 2015 e 2016).
No grid atual, Hamilton é o piloto com mais vitórias: cinco (2007, 2010, 2012, 2015 e 2016).
5/15

Foto de: XPB Images

Apesar da má fase, a equipe que mais venceu no Canadá é a McLaren, com 13 vitórias. A Ferrari venceu 11 vezes, a Williams sete e a Red Bull a Mercedes duas.
Apesar da má fase, a equipe que mais venceu no Canadá é a McLaren, com 13 vitórias. A Ferrari venceu 11 vezes, a Williams sete e a Red Bull a Mercedes duas.
6/15

Foto de: XPB Images

Seis pilotos conquistaram suas primeiras vitórias em Montreal: Lewis Hamilton (2007), Daniel Ricciardo (2014), Robert Kubica (2008), Thierry Boutsen (1989), Jean Alesi (1995) e Gilles Villeneuve (1978).
Seis pilotos conquistaram suas primeiras vitórias em Montreal: Lewis Hamilton (2007), Daniel Ricciardo (2014), Robert Kubica (2008), Thierry Boutsen (1989), Jean Alesi (1995) e Gilles Villeneuve (1978).
7/15

Foto de: LAT Images

O brasileiro que mais venceu a corrida no Canadá é Nelson Piquet (1982, 1984 e 1991). Ayrton Senna tem duas vitórias (1988 e 1990) e Emerson Fittipaldi uma (1974).
O brasileiro que mais venceu a corrida no Canadá é Nelson Piquet (1982, 1984 e 1991). Ayrton Senna tem duas vitórias (1988 e 1990) e Emerson Fittipaldi uma (1974).
8/15

Foto de: LAT Images

A mais famosa das vitórias de Piquet ocorreu em 1991. O líder Nigel Mansell, que já acenava para a torcida na última volta, parou após o motor de seu carro apagar devido a cautela excessiva no inglês ao baixar o giro para poupar o equipamento.
A mais famosa das vitórias de Piquet ocorreu em 1991. O líder Nigel Mansell, que já acenava para a torcida na última volta, parou após o motor de seu carro apagar devido a cautela excessiva no inglês ao baixar o giro para poupar o equipamento.
9/15

Foto de: LAT Images

A corrida de 1990 foi vencida por Senna no tempo, mas não na pista. Seu companheiro de equipe Gerhard Berger queimou a largada e teve um minuto acrescido a seu tempo de prova. Ele foi o primeiro na pista, mas o quarto na classificação.
A corrida de 1990 foi vencida por Senna no tempo, mas não na pista. Seu companheiro de equipe Gerhard Berger queimou a largada e teve um minuto acrescido a seu tempo de prova. Ele foi o primeiro na pista, mas o quarto na classificação.
10/15

Foto de: LAT Images

Montreal sediou a corrida mais longa da história da F1 em 2011. Devido à forte chuva, o GP durou 4h4min39seg contando com uma longa paralização com bandeira vermelha. Desde então, a F1 estabelece que o máximo que uma prova pode durar é quatro horas.
Montreal sediou a corrida mais longa da história da F1 em 2011. Devido à forte chuva, o GP durou 4h4min39seg contando com uma longa paralização com bandeira vermelha. Desde então, a F1 estabelece que o máximo que uma prova pode durar é quatro horas.
11/15

Foto de: XPB Images

A prova ficou marcada pela ultrapassagem de Jenson Button na última volta em cima de Sebastian Vettel pela vitória. O britânico fez seis paradas naquele GP e chegou a ocupar a 21ª e última posição.
A prova ficou marcada pela ultrapassagem de Jenson Button na última volta em cima de Sebastian Vettel pela vitória. O britânico fez seis paradas naquele GP e chegou a ocupar a 21ª e última posição.
12/15

Foto de: XPB Images

Muro dos campeões: O muro da última curva foi batizado assim em 1999, quando os campeões Michael Schumacher, Damon Hill e Jacques Villeneuve abandonaram após baterem ali. De quebra, o então campeão do FIA GT, Ricardo Zonta, também se acidentou no muro.
Muro dos campeões: O muro da última curva foi batizado assim em 1999, quando os campeões Michael Schumacher, Damon Hill e Jacques Villeneuve abandonaram após baterem ali. De quebra, o então campeão do FIA GT, Ricardo Zonta, também se acidentou no muro.
13/15

Foto de: WRI2

Em 2001, a prova marcou a primeira dobradinha de irmãos na história da Fórmula 1. Ralf Schumacher venceu de Williams à frente do irmão Michael de Ferrari.
Em 2001, a prova marcou a primeira dobradinha de irmãos na história da Fórmula 1. Ralf Schumacher venceu de Williams à frente do irmão Michael de Ferrari.
14/15

Foto de: BMW AG

Neste ano, para comemorar os 50 anos da prova, os pilotos de mais sucesso na corrida viraram selo no Canadá.
Neste ano, para comemorar os 50 anos da prova, os pilotos de mais sucesso na corrida viraram selo no Canadá.
15/15

Foto de: Canada Post

compartilhar
comentários
Hamilton segue como piloto mais bem pago em lista da Forbes
Artigo anterior

Hamilton segue como piloto mais bem pago em lista da Forbes

Próximo artigo

McLaren está “perto do limite” com a Honda, diz diretor

McLaren está “perto do limite” com a Honda, diz diretor